Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Por que, em algumas espécies, as fêmeas matam os machos?

Os cientistas ainda não compreendem perfeitamente as razões para esse comportamento, batizado de canibalismo sexual, uma forma especial de predação em que a fêmea mata e devora o macho depois do acasalamento. O fenômeno, considerado raro, ocorre entre alguns tipos de aracnídeos (aranhas e escorpiões) e insetos como o louva-a-deus. “Depois de receber os espermatozóides, […]

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h10 - Publicado em 18 abr 2011, 18h54

Os cientistas ainda não compreendem perfeitamente as razões para esse comportamento, batizado de canibalismo sexual, uma forma especial de predação em que a fêmea mata e devora o macho depois do acasalamento. O fenômeno, considerado raro, ocorre entre alguns tipos de aracnídeos (aranhas e escorpiões) e insetos como o louva-a-deus. “Depois de receber os espermatozóides, a fêmea deixa de ver o macho como um parceiro sexual”, afirma o biólogo Ricardo Pinto de Rocha, da USP. Uma das hipóteses para explicar a atitude nada amistosa das fêmeas seria o fato de que, ao comer o macho, ela estaria garantindo uma fonte extra de alimentos para seus ovos fecundados. No caso do louva-a-deus, cujo macho tem a cabeça devorada pela fêmea durante a cópula, a hipótese mais aceita é de que o canibalismo contribuiria para um aumento na liberação de espermatozóides. Em muitos casos, o papel biológico dos machos se encerra com a fecundação dos ovos.

Assim, os especialistas acreditam que, em certas espécies, o canibalismo ocorre com o consentimento dos próprios machos. Isso aconteceria, por exemplo, com uma aranha australiana, a Latrodectus hasselti. Na cópula, o macho posiciona seu abdômen junto à mandíbula da fêmea como se o oferecesse a ela. O curioso é que esse suposto suicídio livraria o macho dessa espécie de uma existência difícil, já que normalmente o órgão sexual masculino se parte dentro da fêmea em pleno acasalamento.

Fonte: Maria Aico Watanabe, bióloga e pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa – Meio Ambiente), em Jaguariúna (SP)

Estratégias de defesa
Alguns machos de aranha dão até presentes para escapar de suas amadas

Camisa-de-força

Para fugir das garras de sua parceira, o macho da aranha Xysticus cristatus amarra a fêmea com fios de seda antes da cópula e trata de escapar antes que ela se desvencilhe do emaranhado de fios

Presente de grego

O macho da aranha Meta segmentata oferece um inseto de presente a sua amada para entretê-la durante o acasalamento. Feito o serviço, ele se manda rapidinho para não ser engolido por ela

Serenata erótica

Os machos das aranhas dos gêneros Gasteracantha, Micratena e Eriophora constroem um fio de acasalamento ligado à teia da fêmea. Para excitar a parceira, eles tocam esse fio como se fosse um instrumento musical! A fêmea fica em posição mais receptiva para a cópula

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)