Clique e assine a partir de 8,90/mês

Por que os morcegos gostam de se pendurar de cabeça pra baixo?

Por Redação Mundo Estranho - Atualizado em 4 jul 2018, 20h19 - Publicado em 18 abr 2011, 18h54

Por incrível que pareça, eles gostam de permanecer assim para economizar energia na hora de decolar para um vôo. “Essa forma de dormir tem sido muito útil para os morcegos. Voar gasta muita energia e um dos momentos em que mais se despende energia é durante a decolagem. Estando de cabeça para baixo, alçar vôo torna-se muito mais fácil porque utiliza-se a força da gravidade como impulso”, afirma a bióloga Caroline Cotrim Aires, da Universidade de São Paulo (USP). Se essa posição é tão vantajosa, por que os pássaros não ficam pendurados como os morcegos? A resposta pode estar na evolução de cada grupo desses animais. “Morcegos têm como ancestrais mais próximos os quadrúpedes, enquanto as aves são mais próximas de bípedes, no caso os dinossauros. No processo de adoção do vôo, os quadrúpedes desenvolveram os membros superiores, enquanto os inferiores foram regredindo. Já os bípedes mantiveram os membros inferiores funcionais e firmes para correr quando fossem alçar vôo”, diz Caroline.

Embora a grande maioria dos morcegos repouse de cabeça para baixo, indivíduos de algumas espécies dormem deitados, apoiando o ventre em lugares apertados como vãos de telhas e buracos.

Impulso fácil
Nessa estranha posição, a gravidade ajuda no início do vôo

1 – Os morcegos não ficam cansados de permanecer de ponta-cabeça pois têm um eficiente sistema de travas nos tendões dos pés que ameniza o peso do animal. A torção de 180º na posição dos pés em relação ao corpo também facilita a permanência de cabeça para baixo

2 – Graças à força da gravidade, quando o morcego se solta ele ganha impulso para iniciar o vôo sem gastar energia. É uma vantagem em relação a aves que precisam de uma pequena corrida para decolar ou mesmo de um salto inicial antes do vôo e se desgastam muito mais

Continua após a publicidade
Publicidade