Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Por que os tubarões são caçadores tão eficientes?

TAMANHO É DOCUMENTO O porte do bicho é um dos trunfos na hora de caçar focas e leões-marinhos, seus pratos preferidos. Alguns, como o temível tubarão-branco (Carcharodon carcharias), têm 6 metros de comprimento. O tigre (Galeocerdo cuvier) e o cabeça-chata (Carcharhinus leucas) são outras das cerca de 480 espécies conhecidas FARO FINO O olfato é […]

Por Yuri Vasconcelos
Atualizado em 22 fev 2024, 11h35 - Publicado em 28 jul 2009, 14h53

TAMANHO É DOCUMENTO

O porte do bicho é um dos trunfos na hora de caçar focas e leões-marinhos, seus pratos preferidos. Alguns, como o temível tubarão-branco (Carcharodon carcharias), têm 6 metros de comprimento. O tigre (Galeocerdo cuvier) e o cabeça-chata (Carcharhinus leucas) são outras das cerca de 480 espécies conhecidas

FARO FINO

O olfato é um dos sentidos mais apurados dos tubarões. Alguns estudiosos dizem que ele consegue sentir cheiro de sangue a 400 m de distância. Outros garantem que seria capaz de perceber uma mísera gota de sangue numa piscina olímpica

OLHO CLÍNICO

Os tubarões veem sete vezes melhor do que o homem graças, em parte, a uma estrutura chamada tapetum lucidum, que aumenta a sensibilidade à luz. Como ficam nas laterais da cabeça, os olhos ampliam o campo de visão para quase 360º

ARMADURA PORTÁTIL

O esqueleto cartilaginoso, leve e flexível também é responsável pela grande agilidade da fera. Graças a ele, os tubarões, cuja longevidade chega a 20 anos, conseguem fazer viradas bruscas e acentuadas na hora da caça, elevando o grau de sucesso de suas investidas

DENTADA FATAL

Quando aberta, a bocarra de um tubarão-branco mede mais de 1 m, permitindo que ele abocanhe suas presas facinho. Além disso, ao contrário do que ocorre com a maioria dos predadores, sua mandíbula superior é móvel, tornando a mordida ainda mais letal

1. Na hora do ataque, o tubarão-branco levanta o nariz a cerca de 40 graus e abre a mandíbula inferior para baixo

2. Em seguida, projeta a mandíbula superior para fora do crânio, ampliando a envergadura da dentada

FILEIRAS CERRADAS

Outra arma dos tubarões são os dentes, serrilhados e afiadíssimos. Algumas espécies chegam a ter 3 mil milimétricos dentes pontiagudos! Os temidos tubarões-brancos possuem cerca de 300, dispostos em cinco fileiras e medindo quase 8 cm cada

TODO OUVIDOS

Para garantir o “peixe de cada dia”, os tubarões se fiam bastante na audição. Suas “orelhas” são pequenos orifícios no topo da cabeça, ligados a canais internos semicirculares – eles captam com precisão os sons subaquáticos, rastreando uma presa a quilômetros de distância

RADAR PODEROSO

Os tubarões têm um sentido extra, o poder de detectar campos elétricos, que são emitidos por qualquer ser vivo. Isso rola por meio das ampolas de Lorenzini, que funcionam como um poderoso radar, detectando até o sinal gerado pela batida do coração de um peixinho!

1. O sinal elétrico gerado pelo peixe chega até milhares de poros situados na cabeça e no focinho do tubarão. O sinal segue por canais preenchidos com uma espécie de gel

2. O impulso é captado pelas ampolas de Lorenzini, células sensíveis à eletricidade, e daí é enviado por meio de terminações nervosas até o cérebro do tubarão

LINHA DE ATAQUE

Os dois lados do corpo do tubarão, da cabeça à cauda, são percorridos pela linha lateral, um conjunto de canais cheio de células nervosas sob a pele. Essas estruturas captam variações de movimento e pressão na água, permitindo que o tubarão perceba uma presa a metros de distância

TERROR NO LEME

As manobras radicais que o tubarão faz na hora do ataque se devem ao arranjo de suas nadadeiras laterais, dorsais, pélvicas e anal. Controlando o ângulo delas, o bicho altera rapidamente a direção de seu deslocamento, sem deixar chance para a vítima

MÍSSIL SUBMARINO

Graças ao corpo em forma de míssil, a fera tem ótima hidrodinâmica, sendo capaz de nadar a 40 km/h. A hidrodinâmica é potencializada pela anatomia da pele, que é revestida por milhares de dentículos dérmicos. Essas estruturas triangulares canalizam a água, reduzindo o atrito

Consultoria – Otto Bismarck Gadig, biólogo especialista em tubarões, da Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de São Vicente

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.