Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Quais os maiores absurdos que já rolaram numa escola?

Por Diogo Ferreira Gomes
Atualizado em 22 fev 2024, 11h35 - Publicado em 1 jul 2009, 14h55

UM POR TODOS (2008) || DISTRITO FEDERAL, BRASIL

A professora Elizabeth Barros resolveu uma briga entre alunos de um jeito, no mínimo, não convencional. Ela segurou os braços de um deles para trás e mandou os coleguinhas bater no coitado, de apenas 5 anos. A mãe da vítima prestou queixa na polícia e a professora foi demitida.

ENSINO BOVINO (2007) || MAHARASHTRA, ÍNDIA

Na Índia, a vaca é sagrada e os dejetos do animal têm a fama de curar vários males. Por isso, ao assumir sua nova escola, o diretor Sharad Kaithade mandou os professores borrifar xixi de vaca nos alunos para purificar as crianças de nível social inferior. Dois professores foram presos e pagaram fiança

PARA INGLÊS RIR (2007) || KENT, INGLATERRA

Continua após a publicidade

Professores “engraçadinhos” amarraram um aluno de 16 anos e o ridicularizaram na frente dos colegas. Um deles gravou a cena pelo celular e os professores foram demitidos, embora, a “intenção talvez fosse apenas fazer humor”, segundo pronunciamento da direção da escola. Vai entender o humor britânico…

DESENCANTO DE NATAL (2008) || ROYTON, INGLATERRA

Uma professora substituta destruiu, em uma aula, a fantasia que 25 aluninhos alimentaram durante sete anos de vida. A “tia” inexperiente ensinou que os presentes de Natal não são deixados pelo Papai Noel, mas são comprados pelos pais. Resultado: a classe toda caindo no choro e uma demissão de presente

TRANSPORTE RADICAL (2008) || YUNNAN, CHINA

Continua após a publicidade

Cerca de 500 alunos – alguns com 4 anos – se arriscavam no caminho para a escola, atravessando o rio Nujiang numa tirolesa, ou seja, deslizando por uma corda. A travessia travessa durou até uma reportagem de TV mostrar o sacrifício das crianças para ir às aulas e as autoridades construírem uma ponte

TREMENDO E APRENDENDO (2008) || SICHUAN, CHINA

O professor Fan Meizhong foi demitido por abandonar os alunos quando um terremoto atingiu a escola em que lecionava. Fan perdeu a licença de trabalho por cinco anos e não se arrependeu – o medroso disse que só arriscaria a pele para salvar a filha

AULA DE PÂNICO (2007) || TENNESSEE, EUA

Continua após a publicidade

Inspirados em um massacre escolar ocorrido havia pouco tempo, os responsáveis por uma excursão estudantil anunciaram um falso ataque – tinha até professor disfarçado de atirador. As crianças, de 11 a 12 anos, se desesperaram, mas a direção alega que era só um treinamento de segurança

EDUCAÇÃO COMEÇA EM CASA (2006) || MAINE, EUA

Julie Hunt foi presa por ensinar uma receita original de biscoitos para a filha cozinhar e presentear a professora! É que o principal ingrediente da massa era um laxante que fugiu do controle quando a prô repartiu as guloseimas com a classe e quatro alunos tiveram revertério…

CASTIGO SUJO (2008) || COLORADO, EUA

Continua após a publicidade

Revoltado com a porquice nos banheiros da escola, o diretor Michel Auclaire mandou os alunos cheirar um saco cheio de cocô. Um dia depois, Auclaire teve que limpar a cagada publicamente, reconhecendo o exagero, ressaltando, porém, que mandou os alunos usar luvas e lavar as mãos após o castigo

PEGANDO NO PÉ (2006) || OHIO, EUA

O diretor Robert Holloway perdeu um jogo de vôlei entre alunos e professores e teve que pagar uma aposta nojenta: dar 50 beijos nos pés de três meninos do time vencedor. O castigo pela derrota, no entanto, revelou-se uma tara de Holloway. O podólatra – tarado por pés – foi condenado a dois anos de prisão

PROIBIDO PARA MENORES (2008) || RIO DE JANEIRO, BRASIL

Continua após a publicidade

O professor de literatura Oswaldo Teixeira publicou um blog e foi afastado da escola quando os alunos descobriram seus textos – eróticos – na internet. Alguns pais, porém, ameaçaram tirar os filhos da escola se o mestre blogueiro não fosse reintegrado

PANO PRA MANGA (1995) || NOVA YORK, EUA

Uma escola foi acusada de satanismo ao propor uma atividade meio “vodu”. As crianças montaram bonecos com pano e palitos de dentes para colocar embaixo do travesseiro e espantar a insônia. Os pais também reclamaram quando seus filhos tiveram que fazer túmulos com nomes de animais em extinção

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.