Clique e assine com até 75% de desconto

Quais são as principais modalidades de esqui?

Há modalidades na neve, na água, na grama, na areia...

Por André Santoro Atualizado em 14 fev 2020, 17h53 - Publicado em 23 ago 2010, 19h02

ESQUI ALPINO

Danyael Lopes/Mundo Estranho

Quando surgiu – Presente nos Jogos Olímpicos de Inverno desde 1936
Onde é mais praticada – América do Norte, Europa e Japão
Nível de risco – Variável
No esqui alpino, os esquiadores descem montanha abaixo contornando obstáculos. A dificuldade fica por conta da pista: as com pouca inclinação podem ser encaradas até por vovozinhos, já as radicais têm descidas insanas! Como as pernas são constantemente dobradas, os esquiadores sofrem lesões nos joelhos com bastante frequência

SNOWBOARD

Danyael Lopes/Mundo Estranho

Quando surgiu – Presente nos Jogos Olímpicos de Inverno desde 1998
Onde é mais praticada – América do Norte e Europa
Nível de risco – Alto
A principal diferença entre o snowboard e as outras modalidades na neve é a prancha usada pelos atletas, no lugar dos esquis. O que conta aqui é a perícia na realização de manobras – são dezenas, com diversos graus de dificuldade. Como no skate, há provas em pistas half-pipe, onde o sujeito alterna idas e vindas, executando vários saltos

ESQUI DE VELOCIDADE

Quando surgiu – Década de 1930
Onde é mais praticada – América do Norte e Europa
Nível de risco – Muito alto
Para quem assiste de longe, não tem muita graça. Mas quem pratica o esqui de velocidade, em que o objetivo é atingir a maior velocidade possível, garante que riscar a neve a mais de 200 km/h é uma experiência indescritível.

SALTO MORTAL

Danyael Lopes/Mundo Estranho

Quando surgiu – Presente nos Jogos Olímpicos de Inverno desde 1924
Onde é mais praticada – Europa e Japão
Nível de risco – Insano
Acidentes acontecem… e são comuns nas disputas de salto de esqui, em que o atleta desce uma rampona e voa após uma elevação, em geral aterrissando após sobrevoar um trecho de quase 100 metros

CROSS COUNTRY

Danyael Lopes/Mundo Estranho

Quando surgiu – Presente nos Jogos Olímpicos de Inverno desde 1924
Onde é mais praticada – América do Norte e Europa
Nível de risco – Baixo
Uma das modalidades mais exaustivas é o cross country, espécie de maratona na neve. Com a ajuda de bastões, os competidores cumprem trajetos de até 50 km. Apesar da ralação, às vezes, são milhares de competidores em cada prova!

  • ESQUI LIVRE

    Quando surgiu – Presente nos Jogos Olímpicos de Inverno desde 1992
    Onde é mais praticada – América do Norte e Europa
    Nível de risco – Alto
    No esqui estilo livre, o cara percorre uma pista cheia de obstáculos e rampas e, em cerca de um minuto, deve mostrar o maior número possível de saltos e manobras no ar. Uma variante é o balé de esqui, em que o atleta executa uma coreografia ao som de música, como na patinação no gelo.

    Continua após a publicidade

    PARAESQUI

    Quando surgiu – Década de 1940
    Onde é mais praticada – Europa
    Nível de risco – Insano
    Eles descem paredões quase verticais, se arriscam a despencar de abismos e acham isso o máximo. Esses doidos praticam o paraesqui, que exige o uso de paraquedas para três situações: levar o atleta pela neve com a ajuda do vento; amparar a queda quando se salta de um avião e frear a velocidade em descidas radicais. Alguns malucos chegam a provocar avalanches para que a descida fique mais emocionante!

    ESQUI NA GRAMA

    Quando surgiu – Década de 1960
    Onde é mais praticada – Ásia e Europa
    Nível de risco – Alto
    No verão, quando a neve derrete, uma das alternativas para praticar a modalidade alpina é o esqui na grama. A principal diferença, além do piso, é o equipamento: as pranchas são menores e têm rodinhas nas extremidades. Além da grama, deslizam sobre outros terrenos, como o asfalto

    PISTAS ARTIFICIAIS

    Quando surgiu – Década de 1960
    Onde é mais praticada – América do Norte e Europa
    Nível de risco – Alto
    Além do esqui na grama, as pistas artificiais são uma boa solução para locais onde há pouca ou nenhuma neve. Elas são feitas de materiais sintéticos e lubrificadas com óleo ou água para reduzir o atrito. Além de detonar os joelhos – como rola na versão na neve – o esqui em pistas artificiais é campeão em lesões nos braços, devido às quedas frequentes

    ESQUI NA AREIA

    Quando surgiu – Década de 1980
    Onde é mais praticada – África e Oriente Médio
    Nível de risco – Variável
    Quem viajou para praias ou locais com muitas dunas já deve ter visto o esqui na areia. Quando a descida é íngreme e veloz, é considerado um esporte radical. Mas, em geral, não passa de atração turística, como o famoso “esquibunda”. A areia também serve para o treino de atletas que vivem em locais sem neve, como a brasileira Jaqueline Mourão, que foi aos Jogos de Inverno de 2010.

    ESQUI BAREFOOT

    Quando surgiu – Década de 1940
    Onde é mais praticada – América do Norte e Oceania
    Nível de risco – Alto
    As modalidades mais radicais na água são o barefoot (pé descalço), em que a pessoa desliza sem a ajuda de pranchas, e a corrida de esqui, em que a lancha e, claro, o esquiador vão a mais de 100 km/h! No caso de atletas de pés grandes, a lancha pode maneirar na velocidade, pois a maior área de contato dá mais equilíbrio

    ESQUI AQUÁTICO

    Quando surgiu – Década de 1920
    Onde é mais praticada – EUA, América do Sul e Europa
    Nível de risco – Alto
    No esqui aquático, praticado no mar ou em grandes lagos e rios, o desafio é manter o equilíbrio enquanto a lancha percorre o circuito, que pode ter rampas e obstáculos (boias). Como o piloto da lancha olha sempre para a frente, em geral há um observador virado para trás durante a prova

    FONTES Federação Internacional de Esqui; Federação Internacional de Esqui Aquático e Wakeboard; Comitê Olímpico Internacional; Confederação Brasileira de Esqui Aquático; Confederação Brasileira de Desportos na Neve

    Continua após a publicidade
    Publicidade