GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual é a montanha-russa mais radical do planeta?

576px-Nürburgring_ring°racer 576px-Nürburgring_ring°racer

576px-Nürburgring_ring°racer (/)

É a alemã Ring Racer, projetada para atingir 217,3 km/h logo de saída, 2,5 segundos após o lançamento. O brinquedinho fica na cidade de Nürburg, com os trilhos passando ao lado da pista de corridas de Nürburgring, onde rolou o GP da Alemanha de F-1 este ano. Além de emparelhar com carros de corrida, o trajeto inclui uma passada rápida por dentro do centro de diversões Ring Werk, para curtição de quem tá dentro do carrinho e de quem tá passeando por lojas, restaurantes e salões de exposição de carros.

Acelera, alemã!

Montanha-russa mais rápida do mundo vai de 0 a 200 km/h na metade do tempo gasto por um carro de F-1

1. A largada rola ao lado da pista de corrida. Em montanhas-russas comuns, o carrinho é guinchado até o topo de um subidão para ser solto e embalar na descida. Na Ring Racer, um sistema de ar comprimido acelera o carrinho desde o início

2a. O sistema pesa o carrinho e calcula a pressão necessária para que ele atinja a velocidade desejada. Em seguida, a válvula da frente libera a passagem de ar do cilindro principal para o secundário

2b. Dentro do cilindro secundário, o ar empurra um êmbolo ligado a um guincho que corre no trilho. O guincho, por sua vez, puxa o carrinho a 217,3 km/h – mesma velocidade em que o êmbolo está se movendo

2c. Quando o carrinho deixa a reta, a válvula da frente se fecha e a de trás se abre. O fluxo de ar se reverte, enchendo o cilindro principal e trazendo o êmbolo e o guincho de volta à posição inicial

3. Após um início radical, o pique diminui depois que o carrinho sobe e desce 37,5 m em uma curva em espiral. A partir daí, ele segue em linha reta quase até o fim, sem passar de 91 km/h

4. Ao entrar no centro de diversões, o carrinho diverte geral, passando ao lado de um cinema, de um museu automobilístico, de um restaurante e de lojas, tudo sempre muito perto de quem tá frequentando o local

5. Depois de percorrer 1 212 m em 1min25s, o passeio termina, com velocidade média de 51 km/h. Ah, o ingresso para o Ring Werk custa 50 reais e dá direito a um número ilimitado de voltas na montanha-russa

– A Ring Racer vai ficar para trás em 2010, com o lançamento da montanha-russa do parque Ferrari World, nos Emirados Árabes Unidos. Velocidade máxima: 240 km/h

– O termo montanha-russa vem do século 16, quando os russos desciam com trenós por rampas de madeira cobertas com gelo

– Até a década de 1970, as montanhas-russas eram feitas de madeira. Com a chegada de estruturas de aço, os projetos ficaram mais radicais

Escalando as melhores

Para ser radical, não é só a velô que conta

Looping mais alto

Superman: The Krypton Coaster

País – EUA

Inauguração – 2000

No topo do looping, a 44 m do solo, uma estátua do Super-Homem diverte quem tá na fila

Mais alta

Kingda Ka

País – Japão

Inauguração – 2000

A altura de 139 m é quase a de um prédio de 40 andares. Era a mais rápida antes da Ring Racer

Mais alta com trilho invertido

Alpengeist

País – EUA

Inauguração – 1997

O trilho prende as cadeiras por cima e a galera viaja com as pernas livres a 59 m de altura

Mais assassina

Big Dipper

País – Inglaterra

Inauguração – 1951

Funcionou até 1972, em Londres, até o acidente que matou 5 pessoas e feriu outras 13

Menor do mundo

Teeny-Weeny

País – Noruega

Inauguração – 1996

Bastam 15 s para dar uma volta na pista desse “morrinho-russo”, com 38,6 m de comprimento

CONSULTORIA – Lucas Ferraz, Presidente do Clube Brasileiro de Montanhas-Russas