Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Qual é a origem do esperanto?

A chamada língua universal foi criada por volta de 1887 por Ludwig Lazarus Zamenhof (1859-1917), oculista e filósofo polonês.

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h29 - Publicado em 18 abr 2011, 18h57

A chamada língua universal foi criada por volta de 1887 por Ludwig Lazarus Zamenhof (1859-1917), oculista e filósofo polonês. Sua intenção era gerar maior entendimento entre os povos. Para ele – e os cerca de 100 mil adeptos que hoje falam esperanto no planeta -, a adoção de uma língua única pela humanidade seria uma solução para a desarmonia entre as nações.

LEIA TAMBÉM:

– Quantos idiomas existem no mundo?

– Qual é a diferença entre espanhol e castelhano?

– Que língua Jesus falava?

– Em que idioma pensam as pessoas que nasceram surdas?

O termo esperanto, significa “aquele que tem esperança” e a pedra angular dessa língua criada artificialmente é o livro Fundamento do Esperanto, que Zamenhof publicou em 1905, apresentando os 15 mil vocábulos básicos – que podem ser combinados para formar novos termos – e sua gramática, mais do que econômica, com apenas dezesseis regras. “A ideia era criar uma forma facilitada de comunicação, um idioma simples, que atravessasse fronteiras e pudesse ser absorvido em pouco tempo. “Infelizmente, línguas artificiais, formadas sem o conhecimento e o sentimento de um povo, ficam com vocabulário restrito e acabam não tendo efeito. Daí a dificuldade em fazer o esperanto se popularizar”, diz o linguista Luiz Augusto Tatit, da Universidade de São Paulo (USP).

Continua após a publicidade

Publicidade