Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Quanto tempo vão durar as reservas minerais do Brasil?

Você provavelmente vai viver o suficiente para ver alguns de nossos minérios, como a prata e o estanho, se esgotarem completamente

Por Pedro Burgos
Atualizado em 22 fev 2024, 11h38 - Publicado em 31 jul 2008, 18h45
(Diego Sanches/Mundo Estranho)

Dados referentes a 2008, ano de produção desta reportagem

1) BAUXITA

Onde há: Oriximiná e Paragominas (PA)
Produção brasileira (toneladas/ano): 22 milhões
Reserva brasileira (toneladas/ano): 3,5 bilhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 159 anos
Produção brasileira X mundial: 2° maior produtor (12,4%)
Reserva brasileira X mundial: 3ª maior reserva (10,6%)
Para que é usada: Mineral mais abundante na crosta terrestre – representa 8% do peso do planeta -, é de onde se extrai o alumínio
Produção mundial (toneladas/ano): 171 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 195 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

2) ZIRCÔNIO

Onde há: Presidente Figueiredo (AM)
Produção brasileira (toneladas/ano): 26,5 mil
Reserva brasileira (toneladas/ano): 3,66 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 138 anos
Produção brasileira X mundial: 4° maior produtor (2,9%)
Reserva brasileira X mundial: 7ª maior reserva (5,17%)
Para que é usado: Altamente resistente à corrosão, é usado na construção de reatores nucleares
Produção mundial (toneladas/ano): 10 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 77 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

3) CHUMBO

Onde há: Paracatu (MG)
Produção brasileira (toneladas/ano): 26 mil
Reserva brasileira (toneladas/ano): 52 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 96 anos
Produção brasileira X mundial: 11° maior produtor (0,8%)
Reserva brasileira X mundial: 1ª maior reserva (27,3%)
Para que é usado: Construção civil, baterias, munição e ligas metálicas
Produção mundial (toneladas/ano): 190 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 63 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

4) ESTANHO

Onde há:Jamari (RO)
Produção brasileira (toneladas/ano): 9,5 mil
Reserva brasileira (toneladas/ano): 768 mil
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 80 anos
Produção brasileira X mundial: 5° maior produtor (2,7%)
Reserva brasileira X mundial: 3ª maior reserva (12,94%)
Para que é usado: Anticorrosivo, é acrescentado ao aço nas latas para preservar o alimento
Produção mundial (toneladas/ano): 302 mil
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 33 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

5) URÂNIO

Onde há: CAETITÉ/BA
Produção brasileira (toneladas/ano): 190
Reserva brasileira (toneladas/ano): 390 mil
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 2052 anos
Produção brasileira X mundial: 14° maior produtor (0,8%)
Reserva brasileira X mundial: 6ª maior reserva (8%)
Para que é usado: Combustível para usinas nucleares e bombas atômicas
Produção mundial (toneladas/ano): 46,4 mil
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 100 anos

Continua após a publicidade
(Diego Sanches/Mundo Estranho)

6) DIAMANTE

Onde há:Juína (MT)
Produção brasileira (toneladas/ano): 200 mil carats (unidade específica para diamantes)
Reserva brasileira (toneladas/ano): 24,6 milhões de carats
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 123 anos
Produção brasileira X mundial: 9° maior produtor (0,11%)
Reserva brasileira X mundial: 6ª maior reserva (2%)
Para que é usado: Máteria-prima de jóias, tem cadeia de produção concentrada: 95% das gemas são cortadas na Índia e 80% vendidas em Antuérpia, na Bélgica
Produção mundial (toneladas/ano): 1,21 bilhão de carats
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 72 anos

  • Relacionadas
(Diego Sanches/Mundo Estranho)

7) MANGANÊS

Onde há: Mariana (MG)
Produção brasileira (toneladas/ano): 3,1 milhões
Reserva brasileira (toneladas/ano): 565 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 176 anos
Produção brasileira X mundial: 1° maior produtor (25%)
Reserva brasileira X mundial: 2ª maior reserva (10%)
Para que é usado: É um dos compostos metálicos usados na liga que compõe o aço
Produção mundial (toneladas/ano): 12,5 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 453 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

8) CARVÃO MINERAL

Onde há: Candiota e Gravataí (RS)
Produção brasileira (toneladas/ano):  5,98 milhões
Reserva brasileira (toneladas/ano): 930 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 155 anos
Produção brasileira X mundial: 26° maior produtor (0,1%)
Reserva brasileira X mundial: 12ª maior reserva (0,09%)
Para que é usado: Largamente usado em usinas termelétricas dos EUA e da Europa e, mais recentemente, da China
Produção mundial (toneladas/ano): 6 bilhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 166 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

9) NIÓBIO

Onde há: Nazareno e Araxá (MG)
Produção brasileira (toneladas/ano):  104,8 mil
Reserva brasileira (toneladas/ano): 3,68 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 35 anos
Produção brasileira X mundial: 1° maior produtor (96%)
Reserva brasileira X mundial: 1ª maior reserva (96%)
Para que é usado: Usado em condutores e no marcapasso, por ser um metal não alergênico
Produção mundial (toneladas/ano): 108 mil
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 35 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

10) ZINCO

Onde há: Vazante (MG)
Produção brasileira (toneladas/ano):  185 mil
Reserva brasileira (toneladas/ano): 6,4 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual):159 anos
Produção brasileira X mundial: 13° maior produtor (1,8%)
Reserva brasileira X mundial: 10ª maior reserva (1,4%)
Para que é usado: Vasto uso, de baterias a moedas. Se a demanda mundial continuar crescendo, pode acabar em menos de 40 anos
Produção mundial (toneladas/ano):10 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 46 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

11) NÍQUEL

Onde há: Montes Claros, Niquelândia e Jussara (GO)
Produção brasileira (toneladas/ano): 82,5 mil
Reserva brasileira (toneladas/ano): 9,6 milhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 116 anos
Produção brasileira X mundial: 7° maior produtor (5,1%)
Reserva brasileira X mundial: 7ª maior reserva (6,7%)
Para que é usado: Usado na fabricação de ímãs e moedas, principalmente
Produção mundial (toneladas/ano): 1,6 milhão
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 96 anos

Continua após a publicidade
(Diego Sanches/Mundo Estranho)

12) OURO

Onde há: Paracatu (MG)
Produção brasileira (toneladas/ano): 40
Reserva brasileira (toneladas/ano): 1720
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 43 anos
Produção brasileira X mundial: 14° maior produtor (1,6%)
Reserva brasileira X mundial:  10ª maior reserva (1,9%)
Para que é usado: Além de ser matéria-prima de joalheria, o ouro é cada vez mais usado em eletrônicos
Produção mundial (toneladas/ano): 2500
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 36 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

13) FERRO

Onde há: Ouro Preto e Santa Bárbara (MG)
Produção brasileira (toneladas/ano): 317 milhões
Reserva brasileira (toneladas/ano): 26,1 bilhões
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 82 anos
Produção brasileira X mundial: 2° maior produtor (18,8%)
Reserva brasileira X mundial: 5ª maior reserva (7,1%)
Para que é usado: Principal componente do aço, é fundido desde 550 a.C.
Produção mundial (toneladas/ano): 1,69 bilhão
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 218 anos

(Diego Sanches/Mundo Estranho)

14) PRATA

Onde há: Marabá (PA)
Produção brasileira (toneladas/ano):  6
Reserva brasileira (toneladas/ano): 11.689
Quanto tempo vai durar (com base na produção atual): 1948 anos
Produção brasileira X mundial: 36° maior produtor (0,1%)
Reserva brasileira X mundial: 9ª maior reserva conhecida (2,1%)
Para que é usada: Usada em jóias, condutores e produtos farmacêuticos
Produção mundial (toneladas/ano):  2500
Quanto tempo vai durar (com base na produção mundial anual): 28 anos

FONTES: Departamento Nacional de Produção Mineral (dados de 2006), United States Geological Survey (USGS), World Nuclear Association, Energy Information Administration

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.