Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Que animais já foram mandados para o espaço?

Por Yuri Vasconcelos
Atualizado em 22 fev 2024, 11h22 - Publicado em 18 abr 2011, 18h35
Laika monumento

Laika, o primeiro animal a entrar em órbita

Cachorros, macacos, tartarugas e até aranhas e moscas já tiveram o privilégio de dar uma voltinha no espaço. A aventura desses, e de vários outros bichos, prestou um grande serviço à humanidade. Eles ajudaram os cientistas a compreender os efeitos dos vôos espaciais, principalmente da microgravidade, sobre organismos vivos. Alguns animais chegaram a ser cobaias para testes com as roupas que seriam usadas depois pelos astronautas. Os primeiros bichos a voar foram moscas-das-frutas, enviadas junto com sementes numa espaçonave americana em julho de 1946. O objetivo dos cientistas era estudar os efeitos da exposição à radiação em altitudes elevadas. Na ilustração abaixo, a gente apresenta alguns “bichonautas”, que, como os famosos Yuri Gagarin e Neil Armstrong, tiveram a rara oportunidade de comprovar que a Terra é mesmo azul.

LEIA TAMBÉM:

– Como um satélite fica em órbita?

– Como é o lançamento de um foguete?

– Que tipos de satélites orbitam a Terra?

– Um balão de São João pode entrar em órbita?

Arca espacial Primeiro cachorro e primeiro macaco não resistiram à viagem

Macaco Albert II

Data do vôo – 14/6/1949

País – Estados Unidos

Continua após a publicidade

Objetivo da viagem – Estudar os efeitos do espaço no organismo animal

Albert II foi o primeiro macaco a ser enviado num vôo suborbital, em que a espaçonave sobe a uma altitude suficiente para atingir o espaço, mas não tem velocidade suficiente para ficar girando na órbita da Terra. O pobre bichonauta teve um destino trágico: morreu na aterrissagem

Cadela Laika

Data do vôo – 3/11/1957

País – União Soviética

Objetivo da viagem – Saber se um animal era capaz de permanecer na órbita da Terra

Continua após a publicidade

Essa cadelinha soviética entrou para a posteridade como o primeiro animal a fazer um vôo na órbita da Terra. Ela foi a única tripulante da nave Sputnik 2, mas não resistiu à experiência e morreu durante a missão. Depois dela, vários cães fizeram vôos orbitais

Gato Felix

Data do vôo – 18/10/1963

País – França

Objetivo da viagem – Observar os efeitos da microgravidade sobre o cérebro do animal

Há quem diga que Felix, na verdade, era uma gatinha chamada Felicette. Seja como for, o bichano francês foi o primeiro felino a viajar para o espaço. Ele voou com vários eletrodos conectados à cabeça e teve um final feliz: foi recuperado com vida

Continua após a publicidade

Cães Veterok e Ugolyok

Data do vôo – 22/2/1966

País – União Soviética

Objetivo da viagem – Observar efeitos da microgravidade a longo prazo

Vigiados por equipamentos de vídeo e de telemetria, esses dois cães russos embarcaram na espaçonave Voskhod 3 e permaneceram na órbita terrestre por 22 dias. A dupla estabeleceu um recorde de tempo no espaço que até hoje não foi batido por nenhum outro cachorro

Aranha Arabella

Data do vôo – 28/7/1973

Continua após a publicidade

País – Estados Unidos

Objetivo da viagem – Observar se as aranhas eram capazes de fiar uma teia no espaço

A estação espacial americana Skylab 3 foi, durante 59 dias, o lar de Arabella, uma aranha da espécie Araneus diadematus. Durante sua permanência no espaço, ela não decepcionou e trabalhou incessantemente na construção de uma bela teia

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.