Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Quem definiu que o número de telefone da polícia seria 190?

Uma série de serviços de emergência foi inaugurada em 1980, e o 190 foi um deles

Por Pedro Spadoni Atualizado em 14 fev 2020, 17h38 - Publicado em 22 mar 2017, 17h58

Foi o Cecopom (Centro de Comunicação da Polícia Militar) em conjunto com a Telesp (Telecomunicações de São Paulo), em 1981. Já existiam números de utilidade pública na época, como o 102 (serviço de informação) e o 130 (hora certa). Por isso, foi mantido o “1”, combinando com os serviços anteriores, e adotado o “9”, para evitar confusão com os outros. O “0” veio porque, nessa ocasião, diversos novos serviços foram inaugurados (veja ao lado) e o número da polícia era simplesmente o primeiro. A exigência de que todo país deveria ter números gratuitos para serviços de emergência partiu da ONU, em 1980. Antes disso, para ligar para o Centro de Operações da PM, era preciso discar um número enorme: 227-3333 (que não era gratuito). Hoje, o serviço atende cerca de 40 mil ligações por dia inteiramente de graça.

SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA INAUGURADOS EM 1980
– 190 Polícia Militar
– 191 Polícias Rodoviárias Federais
– 192 Ambulâncias (posteriormente Samu)
– 193 Bombeiros
– 194 DSV (posteriormente Polícia Federal)
– 195 Sabesp*
– 196 Eletropaulo* (posteriormente substituído por 0800-72-72-196)
– 197 Polícia Civil
– 198 Polícia Rodoviária Estadual
– 199 Defesa Civil

* Apenas para SP

Pergunta – Matheus Farias Nogueira, Dourados, MS

  • Relacionadas

FONTES Assessorias de Imprensa da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Polícia Militar

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)