GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quem fez o primeiro mapa-múndi?

Tudo indica que foram habitantes do atual Iraque, que rabiscaram um desenho de suas redondezas entre 4 500 e 5 800 anos atrás.Conhecido como mapa de Gasur, esse rascunho ancestral retrata uma área bem pequena – uma parte da Mesopotâmia. Por isso, muitos historiadores não o consideram propriamente um mapa-múndi. Já outros estudiosos alegam que ele deve ser incluído nessa categoria por representar a totalidade do mundo conhecido por seus autores. Para prever a forma dos continentes, os cartógrafos dependiam dos relatos de viajantes e exploradores, muitas vezes repletos de falhas e exageros. Mas foram esses relatos de navegações que ampliaram a porção de mundo desenhada. Entre os séculos 12 e 15, as terras descobertas começaram a ser incorporadas aos mapas europeus. Também no século 15, a projeção desenvolvida pelo cartógrafo holandês Gerard Mercator permitiu representar as características de um objeto curvo (o globo terrestre) numa superfície plana (o papel). Nos séculos 17 e 18, o uso de telescópios para determinar graus de latitude e longitude aumentou a precisão. No século 20, foi a vez de as fotos aéreas e imagens de satélites darem sua contribuição. A sofisticação dos mapas atingiu seu auge nas décadas de 1970 e 1980, quando surgiram bancos de dados digitais sobre as formas do planeta.

Tataravôs do Google Earth
Mapas minimamente realistas surgiram há 2 500 anos

MAPA DE GASUR – Entre 3800 a.C. e 2500 a.C.

Encontrado na região nordeste do atual Iraque, o mapa mais antigo já descoberto foi desenhado numa pequena placa de barro cozido ao sol por moradores da antiga Mesopotâmia. Representa o rio Eufrates, montanhas e outros acidentes geográficos da região itada por seus autores

MAPA BABILÔNIO – Entre 700 a.C. e 500 a.C.

Produzido provavelmente na cidade-Estado de Sippar, na Babilônia (também no atual Iraque), este mapa usava círculos para indicar cidades e países. Mostrava o mundo na forma de um disco cercado de água, tendo ao centro a Babilônia e o rio Eufrates. Uma inscrição no topo indicava o norte

MAPA DE ANAXIMANDRO – 530 a.C.

O filósofo e geógrafo grego Anaximandro criou o que muitos historiadores consideram o primeiro mapa-múndi com um mínimo de realismo e precisão. O planeta aparecia dividido ao meio por uma linha que passava pela cidade de Delfos, na Grécia, considerada “o centro do mundo”. A metade norte do mundo era chamada de “Europa”; a sul, de “Ásia”

MAPA DE PTOLOMEU – 150 d.C.

A principal inovação do matemático egípcio Ptolomeu era incluir latitudes e longitudes para quase 8 mil localidades. O mapa era uma imagem do mundo conhecido pelos residentes do Império Romano na época, das ilhas Shetland (norte) à nascente do Nilo (sul), das ilhas Canárias (oeste) à China (leste)

MAPA DE WALDSEEMÜLLER – 1507

O cartógrafo alemão Waldseemüller publicou em 1507 o primeiro mapa a incorporar as então recentes descobertas no Novo Mundo, a que batizou de América, em homenagem ao navegador Américo Vespúcio. Seu desenho foi também o primeiro a mostrar o Ocidente separado do Oriente e o Pacífico como um oceano independente

MAPA DE HONDIUS – 1630

Embora mapas mostrando o globo inteiro já existissem desde o início do século 16, eles ainda traziam incorreções graves, como um inexistente continente ao sul do planeta. O mapa-múndi produzido pelo cartógrafo holandês Hondius corrigia essas distorções, representando o mundo em dois hemisférios