Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Quem são os presidentes nas notas de dólar?

Há cinco presidentes nas notas dos EUA - outras duas cédulas trazem retratos de figuras históricas importantes.

Por Bruno Machado Atualizado em 16 jan 2020, 15h30 - Publicado em 26 out 2017, 12h09

As sete notas de dólar em circulação retratam cinco ex-presidentes dos EUA: George Washington (1732-1799), Thomas Jefferson (1743-1826), Abraham Lincoln (1809-1865), Andrew Jackson (1767-1845) e Ulysses S. Grant (1822-1885).

Os outros dois homenageados são Alexander Hamilton (1755 ou 1757-1804), primeiro-secretário do Tesouro dos EUA, nomeado por Washington em 1789, e Benjamin Franklin (1706-1790), importante intelectual iluminista norte-americano, que teve participação essencial na independência do país.

Os presidentes só foram aparecer nas cédulas no século 20. Antes, as ilustrações eram de nativos norte-americanos ou figuras da mitologia grega.

É provável que a palavra “dólar” tenha se originado de “taler”, dinheiro cunhado na Boêmia e pronunciado como “dólar” nas colônias holandesas na América.

DÓLAR
Criação
 1785
N° de cédulas 7
Cédulas em circulação 39,8 bilhões (dezembro/2016)
Países que usam 9

reprodução/divulgação/Mundo Estranho

US$ 1

Cor Verde
Retrato George Washington, primeiro presidente do país (1789-1797). Participou da convenção que elaborou a Constituição e oi comandante-em-chefe do Exército Continental na Guerra de Independência.
Ícone Grande Selo dos EUA, símbolo oficial que equivale ao brasão de armas.

US$ 2

Cor Verde-acinzentado
Retrato Thomas Jefferson, terceiro presidente (1801-1809) e um dos principais autores da Declaração da Independência.
Ícone Declaração da Independência (1826), pintura de John Trumbull.

As notas de US$ 2 são impressas em menor número e, por isso, raramente são encontradas.

US$ 5

Cor Roxo-acinzentado
Retrato Abraham Lincoln, 16º presidente (1861-1865). Liderou o norte do país durante a Guerra Civil, aboliu a escravidão e modernizou a economia.
Ícone Lincoln Memorial, monumento localizado em Washington D.C., inaugurado em 1922, com arquitetura que emula um templo grego.

US$ 10

Cor Laranja, amarelo e vermelho
Retrato Alexander Hamilton, primeiro secretário do Tesouro dos EUA. Participou ativamente da criação do que viria a se tornar o banco central do país.
Ícone Departamento do Tesouro dos Estados Unidos. Criado em 1789, é responsável por arrecadar taxas, imprimir cédulas e cunhar moedas.

Continua após a publicidade

US$ 20

Cor Verde e laranja
Retrato Andrew Jackson, sétimo presidente (1829-1837). Fundou o Partido Democrata e ampliou os direitos do cidadão comum.
Ícone Casa Branca, residência e local de trabalho do presidente dos EUA desde 1800.

US$ 50

Cor Verde, azul e vermelho
Retrato Ulysses S. Grant, 18º presidente (1869-1877). Ajudou na reconstrução do sul, após a Guerra Civil, perseguiu a Ku Klux Klan e ampliou os direitos civis.
Ícone Capitólio, em Washington. É a sede do Congresso, inaugurada em 1800 (mas a grande cúpula só foi adicionada em 1855).

ELEMENTOS DE SEGURANÇA E DESIGN

US$ 100  

1) Retrato: Benjamin Franklin, um dos “pais fundadores” dos EUA. Teórico, cientista, inventor, diplomata e ativista dos direitos humanos. (É por causa deste retrato que “Benjamin” é usado como gíria para dinheiro nos EUA).

2) Número de série: Dez letras e números. Aparece duas vezes na frente da cédula.

3) Fio de segurança: Revelado na contra-luz. Ao longo dele, lê-se as letras “USA” e o numeral 100, repetidamente. Sob a luz ultravioleta, adquire cor rosa.

4) Selo da Reserva Federal: Impresso em preto, sempre à esquerda do retrato. O Fed, como é conhecido, é o banco central dos EUA.

5) Microimpressões: Uma lente de aumento revela os textos “THE UNITED STATES OF AMERICA” no colarinho da jaqueta de Franklin; “USA 100” ao redor da marca-d’água; e “ONE HUNDRED USA” ao redor da pena dourada. Há também pequenos “100” na borda.

6) Faixa holográfica tridimensional: Quando a nota é movimentada, alterna imagens dos sinos e o numeral 100.

7) Selo do Departamento do Tesouro: Composto de uma balança (a Justiça), uma viga com 13 estrelas (as 13 colônias inglesas originais) e uma chave (a Autoridade).

8) Tinta especial que muda de cor: De cobre para verde.

9) Marca-d’água: Contra a luz, aparece outro retrato de Benjamin Franklin. Visível em ambas as faces da nota.

10) Ícone do verso: Salão da Independência, localizado na Filadélfia. Aqui, a Declaração da Independência e a Constituição foram debatidas e assinadas.

11) Impressão em alto-relevo: Confere uma textura característica, atrapalha falsificações e ajuda deficientes visuais.

12) Identificação para pessoas com visão parcial: Números foram impressos em tamanho grande.

FONTES US Currency e Federal Reserve

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)