GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Se um motorista passasse por todos os pedágios do Brasil, quanto ele pagaria?

A soma das tarifas de todas as praças de pedágio do país chega a 1 737 reais, segundo levantamento feito pelo site Estradas.com.br. Esse é o valor se você cruzar o país com um carro de passeio, porque, se o mesmo trajeto for feito de caminhão, a conta sobe para 6 184,90 reais! E isso porque só 7% das estradas pavimentadas do Brasil têm pedágio – só são pedagiadas as rodovias concedidas pelo governo à iniciativa privada. A maior parte das vias privatizadas (e, portanto, pedagiadas) estão em São Paulo: são 3 500 quilômetros, contra 2 495 quilômetros no Paraná, 2 494 quilômetros no Rio Grande do Sul e 666 quilômetros no Rio de Janeiro. Nos estados das Regiões Norte e Nordeste não há nenhum pedágio. São Paulo também detém o recorde do pedágio mais caro do país: para dar uma voltinha nas pistas do sistema Anchieta-Imigrantes, que ligam a capital à Baixada Santista, o motorista gasta 14,60 reais – para os caminhões, o valor é de 43,80 reais! E não pára por aí. As rodovias estaduais de São Paulo também são as mais caras por quilômetro rodado: nas vias paulistas, o custo por quilômetro é de 11 centavos, contra uma média de 7 centavos por quilômetro nas rodovias federais. Apesar da dor no bolso, o consolo dos motoristas é que as estradas pagas são consideravelmente melhores – cerca de 60% delas têm pista dupla.