GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Sexo vicia? Existe tratamento?

Eles só pensam... naquilo

Michael Douglas

É raro, mas pode viciar, sim. O nome oficial da compulsão por sexo é “impulso sexual excessivo” e essa fissura descontrolada não é motivo de orgulho para ninguém. A pessoa doente pode ser prejudicada no trabalho ou nos estudos, passa a ter dificuldade de manter vínculos afetivos e ainda corre sério risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis – afinal, na hora do aperto, ela manda ver mesmo se não tiver uma camisinha à mão.

Para diagnosticar a doença sem erros, só mesmo batendo um bom papo com um psicólogo ou psiquiatra. Mas o americano Eli Coleman, psicólogo da Universidade de Minnesota, elaborou uma lista de características que ajudam a identificar um potencial viciado em sexo (veja o quadro abaixo). Um estudo publicado por pesquisadores americanos em 1991 mostrou que entre 3 e 6% da população dos Estados Unidos tem algum grau de dependência em sexo.

O tratamento dos dependentes varia conforme o diagnóstico. Se ele tiver apenas um desequilíbrio psicológico, a terapia costuma resolver (embora a cura total possa ser bem demorada). Remédios podem ser úteis quando há outra doença psiquiátrica associada ao vício, como a depressão.

Quando a vontade vira problema

A pessoa viciada em sexo…

…Busca com freqüência novas(os) parceiras(os)

…Usa acessórios eróticos de forma compulsiva

…Navega na internet várias horas por dia em busca de sites pornográficos

…Exige da(o) parceira(o) sexo o tempo todo, às vezes até com ameaças físicas

Famosos da Antiguidade e de Hollywood sofriam de compulsão sexualMESSALINA

Esposa do imperador romano Cláudio, que viveu no primeiro século da era cristã, Messalina transformou um dos quartos do palácio imperial em um bordel, onde realizava inacreditáveis orgias. Chegou a desafiar uma famosa prostituta romana para ver quem conseguia dormir com mais homens em 24 horas. Messalina ganhou, dormindo com 25!

CATARINA II

Imperatriz da Rússia entre 1762 e 1796, Catarina II era tão obcecada pelo tema que mandou construir um quarto com pinturas e esculturas com cenas exclusivamente sexuais. Estima-se que ela teve pelo menos 200 parceiros em vida. Até hoje, um número impressionante

DON JUAN

Existe ainda um distúrbio parecido com o impulso sexual excessivo. É o donjuanismo, relacionado aos homens que têm uma necessidade incontrolável de paquerar e conquistar mulheres, sem necessariamente transar. Essa expressão vem de Don Juan, personagem extremamente sedutor citado em vários romances europeus escritos a partir do século 17

MICHAEL DOUGLAS

O viciado em sexo mais famoso do mundo é o ator Michael Douglas. Após as filmagens de Instinto Selvagem, de 1992, ele precisou se internar numa clínica de recuperação de dependentes para controlar sua compulsão.

Leia também:

– Quais são as zonas erógenas do homem e da mulher?

– Como será o sexo no futuro?

– Os animais também fazem sexo oral?