GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Top 10: As maiores burradas dos reis jovens

Ao longo dos séculos, não foi incomum a coroação de crianças, adolescentes e até bebês. Muitos desencadearam guerras e a queda de impérios

Reis Jovens

ILUSTRAS Suryara

Ao longo dos séculos, não foi incomum a coroação de crianças, adolescentes e até bebês. Mas a imaturidade e a falta de experiência custaram caro: muitos desencadearam guerras e a queda de impérios. Perto deles, o Joffrey ou o Tommen de Game of Thrones são fichinhas!

10. TRETA COM OS CAMPONESES

Quem Basílio II

Onde Rússia

Coroação Aos 10 anos

Causou Guerra civil

Entronado em 1425 em meio a disputas políticas com seu tio materno, era contrário a uma nação liberal e capitalista, o que despertou revolta entre os camponeses. Isso gerou uma guerra civil ao longo do século 14, que colocou em crise o sistema feudal. Aos 18 anos, cegou o amigo, príncipe Ivan Vsevolzhsky, quando descobriu um pacto secreto entre ele e sua família. Destronado por seu primo Demétrio, o envenenou e depois voltou ao poder.

+ Quais as maiores burradas cometidas por grandes exploradores?

9. DE CASO COM O MOTORISTA

Quem Heliogábalo

Onde Roma

Coroação Aos 15 anos

Causou Decadência política

Antes mesmo de chegar a Roma, polemizou ao decretar o deus do sol do povo sírio, Elagabal, como a divindade principal para os cultos religiosos. Também chocou o público com seus excessos sexuais, que supostamente incluíam travestismo, prostituição e um caso com seu motorista de biga. Ganhou o desprezo da classe política ao permitir que sua mãe circulasse pelas alas masculinas do senado

+ As maiores burradas das artes e das ciências

8. QUEM TUDO QUER…

Quem Luís III

Onde Frância Oriental

Coroação Aos 7 anos

Causou Perda de território

Foi o último rei germânico da dinastia carolíngia. Criado em clausura por dois arcebispos, acabou crescendo frágil e mimado. Aos 13 anos, montou um plano de guerra desastrado contra os húngaros, fazendo com que seu exército fosse encurralado e destruído. Com isso, perdeu uma parte do seu reino conhecida como Grande Morávia (atualmente, República Checa). Depois do fiasco, Luís teve de se mudar às pressas para a Alemanha

+ As maiores burradas militares da história

7. CRUZADA FURADA

Quem Sebastião I

Onde Portugal

Coroação Aos 3 anos

Causou Perda da independência

Caso não reinasse, o próximo herdeiro seria dom Carlos, forçando Portugal e Espanha a se unirem, sob controle dos espanhóis. Assumiu em 1557 e, em vez de sossegar o facho, iniciou uma cruzada no Marrocos contra os mouros. Morreu em batalha, junto a boa parte da nobreza e do exército, o que significou o fim de sua dinastia e da independência de Portugal

+ As maiores burradas que a humanidade já fez com a própria saúde

6. AMANTE PERIGOSA

Quem Xianfeng

Onde China

Coroação Aos 19 anos

Causou Guerra

Escolhido por suas habilidades administrativas, assumiu em 1850. Como gestor, porém, contribuiu para o declínio da monarquia, motivando rebeliões étnicas e desavenças entre nações ocidentais. Influenciado por uma amante, desafiou França e Inglaterra, que queriam privilégios no comércio do ópio, e provocou a 2ª Guerra do Ópio, que massacrou mais de 10 mil soldados chineses e permitiu a invasão e o saque da Cidade Proibida, em Pequim.Xianfeng também era alcoólatra e viciado em drogas. Quando fora de si, tornava-se violento com os servos e estuprava as criadas.

Reis Jovens

5. ALIADOS AO LÉU

Quem Aquenáton

Onde Egito

Coroação Aos 15 anos

Causou Invasão rival

Trocou seu nome de batismo “Amenófis” para “Aquenáton”, ato visto como um repúdio ao deus Amon. Em seguida, mandou destruir os ídolos sagrados e vetou cultos que não fossem oferecidos a ele. Isso fez com que o Egito perdesse aliados como os fenícios e os mitânios e enfraquecesse como nação – foi quando os hititas invadiram seu território e tomaram suas minas e colônias na Ásia e na Núbia.Prejudicados pela má administração de Aquenáton, seus sacerdotes o teriam matado e amaldiçoado sua múmia.

+ Como era a vida de um faraó?

4. MALDIÇÃO NELE!

Quem Filipe IV

Onde França

Coroação Aos 16 anos

Causou Fim dos Templários

Filipe, “o Belo”, afundou a economia em dívidas e entrou em conflito com o papado ao cobrar-lhe impostos. Pertencente à ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, tomou as riquezas deles sob acusação de bruxaria. Ao suprimi-la numa sexta-feira 13, diz a lenda, um terrível azar teria recaído sobre os herdeiros do rei, que morreram. Isso abriu espaço para a Guerra dos 100 Anos, uma tentativa da Inglaterra de emplacar um rei inglês na França.Após a praga dos Templários, o rei Felipe morreu e a sua dinastia que governava a França há mais de 300 anos se perdeu com a peste negra.

3. DE VOLTA AO PÓ

Quem Cleópatra

Onde Egito

Coroação Aos 15 anos

Causou Declínio econômico e destruição

Contra a vontade do faraó, decidiu apoiar as campanhas romanas de expansão territorial – uma aliança que, gradualmente, foi custando a independência do Egito. Sob o governo romano, o Egito foi severamente explorado por meio de leis novas e impostos. Com o tempo, houve declínio da cultura artística, religiosa e econômica, além da destruição da cidade de Alexandria.

2. IMPERADOR INCENDIÁRIO

Quem Nero

Onde Roma

Coroação Aos 16 anos

Causou Destruição, crise política e declínio comercial

Aos 22 anos, já havia assassinado a própria mãe e o meio-irmão para tirá-los do senado. Também adorava jogar cristãos aos cachorros. Para o historiador Dião Cássio, Nero foi um terrorista e teria incendiado Roma para reconstruí-la à sua maneira (algo que outros historiadores refutam). Depois do grande incêndio, o comércio foi reduzido drasticamente, o senado entrou em crise e as invasões bárbaras se agravaram.

1. MUSA DA REVOLUÇÃO

Quem Maria Antonieta

Onde França

Coroação Aos 14 anos

Causou Dívidas e revolta popular

O casamento aos 14 anos com o delfim Luís XVI por interesses políticos entre França e Áustria conduziu a rainha a uma vida leviana em Versalhes. Malquista por todos, da corte à plebe, fez do roubo do tesouro real sua válvula de escape para a solidão. Festas e jogos de azar promovidos por ela afundaram o Estado em dívidas. Nas ruas, panfletos denunciavam suas orgias com diversos amantes, tanto homens como mulheres. Com isso, seus hábitos pitorescos se tornaram o principal alvo da revolta popular contra todo o governo. O que se seguiu foi o caos da Revolução Francesa, que pôs fim à sua vida e à de sua família, suprimiu o poder da monarquia e da Igreja no país e desencadeou a queda de impérios e colônias da Europa.

+ Como era uma execução na guilhotina?

FONTES FilmeOs Reis Malditos, de Joseé Dayan, e Nero, de Paul Marcus, livro O Desejado – A Fascinante História de Dom Sebastião, de Aydano Roriz, e sites Encyclopedia Britannica e GUIA DO ESTUDANTE

CONSULTORIA Geraldo Pieroni, historiador pela Universidade Paris 3 – Sorbonne Nouvelle, e Renato Cancian, doutor em ciência social e mestre em sociologia política pela Universidade Federal de São Carlo

Newsletter Conteúdo exclusivo para você