GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como virar um narrador esportivo

Quer despertar nos brasileiros a alegria e a emoção que só o esporte proporciona? Pratique com a SUPER!

 (Sattu/Superinteressante)

Crie um suspense

Informe-se. Capriche nas estatísticas, estude as consequências do jogo e use os números para fazer daquele evento o mais interessante da história. O clima, por exemplo, é um bom recurso, muito usado para dar emoção às corridas de Fórmula 1.

 

 (Sattu/Superinteressante)

Tire sarro

Uma partida bisonha não significa necessariamente uma partida desinteressante. Aproveite para tirar sarro dos lances. É um jeito de mostrar ao telespectador que o jogo tem lá sua graça e merece a atenção dele.

 

 (Sattu/Superinteressante)

Solte frases de efeito

Acima de tudo, o trabalho de um narrador é evitar que o torcedor cochile no sofá. Pra isso existem as frases de efeito. Além de criar uma assinatura para você, ela ajuda a despertar o torcedor e a aumentar o clima de euforia.

Veja também

 (Sattu/Superinteressante)

Valorize

Interprete qualquer lance como uma obra-prima de gênios do esporte. Se o jogo for chato, use o que der, nem que seja o esforço do pior atleta. O jogo pode ficar chato – a transmissão não.

 

 (Sattu/Superinteressante)

Crie um drama

Faça como os diretores de cinema – coloque o foco em um personagem. Escolha um dos atletas e conte uma história dramática sobre a família ou a trajetória dele no esporte. Também vale transformar a equipe em personagem.

 (Sattu/Superinteressante)

Desvie o foco

Se o jogo está ruim de doer, a saída é tirar a atenção dele. Fale sobre torcedores curiosos, crie enquetes pra eleger o pior em campo ou chame alguém pra discutir um lance duvidoso – qualquer coisa para sobreviver ao jogo sem perder a audiência.

 

Fontes: Carlos Fernando Schinner, autor do Manual dos Locutores Esportivos; Cléber Machado, TV Globo; João Palomino, ESPN-Brasil; José Carlos Araújo, Rádio Globo/RJ; Luciano do Valle, TV Bandeirantes; Luiz Penido, Rádio Tupi/RJ; Maurício Torres, TV Record; Milton Leite, SporTV; Nivaldo Prieto, TV Bandeirantes; Oliveira Andrade, TV Record e Rádio Jovem Pan/SP; Silvio Luiz.