GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Dupla dinâmica atua na defesa

Não importam as características do invasor, por exemplo, um vírus: o sistema imunológico do organismo sempre encontra em seu arsenal uma molécula, o anticorpo, de tamanho e formato ideias para bloqueá-lo. No final do ano passado, os cientistas acreditavam ter encontrado a chave dessa versatilidade – um gene capaz de recombinar moléculas de DNA para criar um vasto elenco de fiéis escudeiros. Mas logo se percebeu que o chamado RAG (do inglês, gene de ativação da recombinação) era muito lento para ser o único responsável pela eficácia dos anticorpos.
Recentemente, porém pesquisadores do Instituto Whitehead, nos Estados Unidos, constataram que o gene vizinho do RAG no cromossomo é seu companheiro de trabalho, porque tem a mesmíssima função. Juntos, eles preparam o exército de defesa do organismo até 1 milhão de vezes mais depressa. “A descoberta pode não ter efeito prático imediato”, comenta o imunologista Carlos Alberto Moreira, da Universidade de São Paulo. “É mais um passo no sentido de identificar os genes que governam os anticorpos.