GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Filtro solar para plantas

Sim, elas também sofrem com o sol. E agora podem se proteger

Sol demais provoca ressecamento, queimaduras e envelhecimento precoce. E não só para a sua pele: pouca gente sabe, mas elas também sofrem com o excesso de sol – dependendo da região e do tipo de lavoura, de 20 a 40% das plantações acabam estragadas pela exposição excessiva aos raios solares. Por isso, cientistas dos EUA criaram o Purshade: um filtro solar especialmente desenvolvido para plantas. É uma mistura de cálcio e boro que, quando pulverizada sobre as plantações, forma uma película capaz de refletir parte da radiação solar – com fator de proteção 45, ou seja, equivalente à proteção recomendada para peles sensíveis. Depois de 4 a 6 aplicações, a planta já está protegida pelo filtro, que bloqueia os raios ultravioleta, mas deixa passar a luz de que os vegetais precisam para fazer a fotossíntese. Eleito pela revista Time uma das maiores invenções de 2008, o produto já foi testado com maçãs, mangas, abacates, romãs, uvas, tomates, pepinos, melões, berinjelas, cerejas, figos, cebolas, alhos e batatas. O produto não é tóxico, mas seus criadores recomendam lavar os vegetais antes de comê-los.

Quando tomam sol demais, as plantas transpiram e passam a usar mais água para manter suas funções vitais. O sol também pode retardar a fotossíntese e danificar o DNA do vegetal. As folhas ressecam, os frutos não crescem o suficiente ou perecem nas árvores antes mesmo de estar prontos para a colheita. A ideia de criar um protetor solar para plantas surgiu por causa do rombo na camada de ozônio, que está deixando passar cada vez mais raios ultravioleta. “Considerando as mudanças climáticas e a escassez de água, é importante combater o estresse causado pelo sol nas plantações”, diz o hidrólogo Eric Wood, da Universidade Princeton, que criou o protetor solar.