GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Fumaça no ar é a mais tóxica

A Organização Mundial da Saúde publica relatório afirmando que todo ano 3 800 americanos não-fumantes morrem de câncer no pulmão por aspirarem a fumaça de cigarros alheios.

Cada vez mais se justifica o banimento do fumo em lugares fechado. A Organização Mundial da Saúde, que pretende acabar com os ambientes esfumaçados, publicou um preocupante relatório baseado em 24 estudos epidemiológicos realizados nos Estados Unidos. A conclusão, que confirma antigas suspeitas médicas, é de que todo ano 3800 americanos não-fumantes morrem de câncer de pulmão por aspirarem a fumaça dos cigarros alheios – são os chamados fumantes passivos ou involuntários. A fumaça do cigarro no ar, a que os cientistas denominam corretamente secundária, apresenta concentrações até maiores de tóxicos do que a corrente primária, aspirada pelo fumante.

“Respirar fumaça é como tragar um cigarro sem filtro, muito mais nocivo para os pulmões”, compara a pneumologista Ilma Aparecida Paschoal, da Universidade de Campinas, no interior de São Paulo. Nos Estados Unidos, por isso, acender um cigarro foi proibido nos vôos domésticos e em muitos restaurantes e escritórios. “As iniciativas brasileiras ainda são tímidas”, lamenta Ilma. Em todo o caso, cigarro já não entra em vôos nacionais de até duas horas de duração.