Clique e assine a partir de 5,90/mês

Golpes de mestres

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h08 - Publicado em 31 out 1997, 22h00

Ivonete D. Lucírio, Luiz Iria e Ricardo Balbachevsky Setti

Nas Olimpíadas de Sidney, no ano 2000, o tae kwon do representará, pela primeira vez, ao lado do judô, a beleza e a elegância das técnicas de luta asiáticas. Conheça aqui cinco das mais importantes dessas artes marciais.

Tae kwon do

Chutando alto

Para o tae kwon do, a parte mais importante do corpo são as pernas. Diz-se que, na origem, a luta era uma forma de defesa contra animais selvagens. Hoje, um bom chute pode definir a medalha olímpica.

Significado

Tae é pé, kwon é mão e do é caminho. Ou seja, caminho dos pés e das mãos.

País de origem

Coréia

Número de praticantes no Brasil

150 000

Inspiração nas caçadas

Paixão e símbolo nacional, o tae kwon do está para a Coréia como o futebol está para o Brasil. A arte marcial acompanha a história do país desde a Antiguidade, quando se promoviam combates em homenagem aos deuses. Os movimentos imitavam os gestos dos caçadores, que usavam os pés para se defender dos animais. No século VII, chefes militares adotaram o tae kwon do para melhorar o desempenho dos soldados nas batalhas. Daí surgiu um conjunto de técnicas e de regras (no desenho, a indumentária da época). A divisão do país, em 1948, afetou a arte marcial. Na Coréia do Norte, comunista, quem manda é a Federação Internacional de Tae Kwon Do (ITF). No Sul, vigora a linha da Federação Mundial de Tae Kwon Do (WTF). A principal diferença: o Sul proíbe o soco no rosto. A maioria das academias brasileiras pratica a versão sul-coreana. É a que irá às Olimpíadas e também a que a SUPER mostra a você nestas duas páginas.Jiu-jítsu

O combate no chão

Pancadas não fazem parte do repertório. A meta do jiu-jítsu é derrubar o adversário e torcer alguma parte do seu corpo até ele pedir água. Uma técnica que exige força e resistência à dor.

Significado

Em japonês, jiu (ou ju) é suave e jítsu, técnica: técnica suave.

País de origem

Índia

Praticantes no Brasil

100 000

Origem budista

A tradição do jiu-jítsu situa a origem da modalidade há 2 500 anos, com as técnicas de defesa pessoal desenvolvidas pelos primeiros monges budistas, na Índia. Nas longas caminhadas para difundir a fé, eles eram presa fácil dos ladrões. Aprenderam, então, a se defender usando apenas o corpo, pois Buda condenava o uso de armas. A arte marcial espalhou-se pelo Oriente, junto com a nova religião, a partir de 250 a.C. O Japão foi o país onde mais se desenvolveu. Os samurais, guerreiros japoneses do século XVII (abaixo), usavam o jiu-jítsu para enfrentar o inimigo quando, durante a batalha, perdiam a espada. O estilo só entrou no Brasil em 1915, com o desembarque do japonês Mitsuyo Maeda em Belém do Pará. Lá, o imigrante foi mestre dos quatro irmãos da família Gracie, os grandes divulgadores do esporte no Brasil, onde cresceu muito. Nos dois últimos campeonatos mundiais, os atletas brasileiros venceram nove em cada dez competições.Kung-fu

Tranqüilo e infalível

Quase todos os estilos de kung-fu – são mais de trinta – imitam animais e usam armas. Aqui você vai ver cinco deles. Apesar da delicadeza dos gestos, os golpes são demolidores.

Significado

Kung-fu é uma expressão chinesa que significa trabalho contínuo. O nome original era wushu.

Continua após a publicidade

País de origem

China

Praticantes no Brasil

330 000

Tradição milenar

O kung-fu é antigo a ponto de se desconhecer sua origem. Lendas chinesas contadas por volta do ano 2 000 a.C. já mencionavam uma arte marcial conhecida como wushu, que significa algo como “o poderio da dinastia Wu”. É o nome original do kung-fu. Mas o templo budista de Shao-lin, a meca dos praticantes dessa arte marcial, só apareceu no século V da Era Cristã. Foi nesse mosteiro, perto de Cantão, que se desenvolveram os estilos praticados hoje (no desenho abaixo, as roupas da época). Influenciado pela filosofia budista, o kung-fu não tem campeonatos e os alunos não se distinguem por faixas. O nome atual surgiu a partir do contato com o Ocidente. Para explicar aos estrangeiros o segredo da arte marcial, os chineses diziam “kung-fu” (em português, “trabalho contínuo”). Esse nome hoje é aceito até mesmo na China. Na década de 70 o kung-fu ganhou projeção mundial graças aos filmes estrelados por Bruce Lee (foto) e à série de TV Kung-fu, com David Carradine.Caratê

O poder das mãos

Tido como uma técnica de especial eficácia, o caratê dá ênfase ao uso das mãos, em contraste com lutas como o tae kwon do e o kung-fu, que preferem os golpes com os pés.

Significado

Caratê significa “mãos vazias”, em japonês, numa alusão ao fato de que o carateca jamais usa armas.

País de origem

Japão

Praticantes no Brasil:

1 000 000

Um ícone do Japão

O caratê nasceu na Ilha de Okinawa, no Japão, no início do século. Seu fundador, Gishin Funakoshi (1884-1948), aprendeu jiu-jítsu com um mestre chinês. Nacionalista, decidiu criar uma arte marcial japonesa. Quando ainda era príncipe, o futuro imperador Hiroito (1901-1989), de passagem por Okinawa, em uma escala para a China em 1914, viu uma apresentação de Funakoshi e recomendou ao governo que adotasse oficialmente o caratê. Até o fim de 1920 já eram mais de cem academias de caratê espalhadas pelo Japão.Judô

Defesa inteligente

O judô, a arte marcial mais conhecida do planeta, é um jiu-jítsu expurgado dos golpes mais violentos. O princípio básico é usar a própria força do adversário para derrubá-lo.

Significado

Em japonês, ju é suave e dô, caminho: caminho suave

País de origem

Japão

Praticantes no Brasil

2 000 000

Pioneiro olímpico

Diante do barulho de um judoca estatelando-se no tatame, parece até piada dizer que o judô é suave, como fazem os mestres. Mas foi esse o objetivo do seu criador, Jigoro Kano. Nascido no Japão em 1863, desde cedo ele se interessou pelo jiu-jítsu. Em 1882, Kano elaborou uma nova maneira de combate, o judô. Sua idéia era criar golpes menos violentos, que pudessem ser praticados por mulheres e crianças. Ele dedicou toda a sua vida à popularização da arte e lutou para que ele se transformasse em esporte olímpico. O judô foi a primeira arte marcial oriental a ser praticada em uma Olimpíada, em 1964, em Tóquio, no Japão.

Continua após a publicidade
Publicidade