Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Nadador medalhista em olimpíadas: O homem-peixe

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h14 - Publicado em 31 out 2004, 22h00

Mark Spitz, nadador americano, entrou para a história ao conquistar sete medalhas de ouro e bater sete recordes mundiais em sete provas disputadas na Olimpíada de Munique, em 1972. Até hoje, Spitz é o atleta que mais ganhou medalhas de ouro em uma Olimpíada: quatro em provas individuais e três nos revezamentos.

Spitz venceu nos 200 metros nado borboleta (em 2min00s70), nos 200 metros livre (1min52s78), nos 100 metros borboleta (54s27) e nos 100 metros livre (51s22). Em equipe, o nadador ganhou nos 4×100 metros livre, nos 4×200 metros livre e nos 4×100 metros medley. Antes de Munique, o atleta já tinha conquistado dois ouros, na Olimpíada do México.

Spitz foi pioneiro entre os atletas garotos-propaganda. Depois dos Jogos Olímpicos de Munique, aceitou raspar o bigode, até então uma de suas marcas registradas, para ganhar dinheiro de uma empresa de barbeadores. Largou a natação e tentou fazer carreira na TV, participando de diversos programas e atuando como comentarista esportivo. Na década de 90, voltou às piscinas. Tentou ir aos Jogos de Atlanta em 1996, aos 46 anos. Mas não conseguiu classificar-se.

Publicidade