GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Oxigênio – Haja fôlego

Por que você fica ofegante quando faz um esforço físico intenso? São os seus músculos, implorando por uma dose extra de oxigênio para trabalhar.

Xavier Bartaburu

Se você algum dia já correu e correu até não agüentar mais, conhece muito bem a sensação: as pernas não conseguem mais reagir, a fraqueza é extrema, a falta de ar, imensa. Por mais que você faça força para respirar, parece que o ar que entra não é suficiente. E não é mesmo. Isso acontece porque seus músculos apresentam um déficit – isto é, estão consumindo mais energia do que o organismo é capaz de gerar. Os pulmões e o coração não conseguem fornecer oxigênio na quantidade necessária para produzir a energia. Mesmo depois de parar de correr, você continua sem fôlego e sua respiração fica ofegante durante alguns minutos porque está pagando o débito. É justamente essa uma das principais diferenças entre você e um campeão olímpico: a capacidade de respirar. Os exercícios que consomem muito oxigênio são chamados de aeróbicos. São atividades como a maratona e o futebol, que exigem resistência acima de tudo. Há também os exercícios anaeróbicos, nos quais os pulmões são menos requisitados e o que vale é a velocidade ou a força. A corrida de 100 metros rasos, por exemplo, é disputada em um fôlego só. Algo parecido ocorre no halterofilismo. O atleta precisa fazer uma força descomunal, mas seus músculos trabalham apenas alguns minutos.

 

Quem sabe é super

Um em cada sete adultos ronca durante o sono. O responsável pelo ronco é a úvula, ou campainha, um pedaço de tecido no alto da garganta que vibra quando se respira pela boca.

 

O respiro esotérico

De origem religiosa, a ioga é praticada como uma técnica de relaxamento e controle da respiração.

“Quem respira apressadamente vive pouco”, ensinam os mestres indianos. Para eles, o segredo de uma vida saudável está em respirar profundamente. É esse o objetivo da ioga. Criada na Índia há milhares de anos, essa técnica de base religiosa tem conquistado cada vez mais adeptos no Ocidente. A modalidade mais difundida é a hatha ioga, despida de sua origem espiritual e usada como exercício de relaxamento. Muitos médicos vêem a ioga como um eficiente método de controle da respiração. O praticante (foto) aprende a inspirar e a expirar corretamente, oxigenando melhor o organismo. Com isso, previne problemas como o estresse e doenças como a asma e a bronquite.