Clique e assine com até 75% de desconto

Para que serve o apêndice?

Por Meire Cavalcante Atualizado em 26 dez 2016, 15h39 - Publicado em 31 out 2008, 22h00

Além de causar apendicite? Até há bem pouco tempo, a resposta seria “para nada”. O apêndice era considerado um órgão vestigial, ou seja, um vestígio da evolução cuja função havia sido perdida com o tempo – praticamente um fóssil em nosso abdome. Mas, em 2007, cientistas da Universidade Duke, nos EUA, divulgaram que ele fabrica e serve como depósito de bactérias que auxiliam na digestão. “Além disso, também apresenta um conglomerado de células linfóides, que produzem anticorpos e ajudam na defesa do organismo”, afirma Marco Aurélio Santo, cirurgião do aparelho digestivo do Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Essa função era muito útil milênios atrás. Em um mundo esparsamente povoado, quem tivesse sua flora intestinal dizimada por uma diarréia brava, por exemplo, teria mais dificuldades para reconstruí-la, já que povoamos o intestino com bactérias adquiridas de outras pessoas – as primeiras vêm já no leite materno.

Apesar do passado glorioso, o apêndice tem hoje um papel supérfluo. “A retirada do apêndice não provoca nenhuma deficiência no organismo e, se ele tem alguma função complementar, ela é facilmente compensada”, afirma Santo. Já a apendicite continua firme e forte: mortal, já atingiu ou atingirá 0,25% da população brasileira. Alimentação balanceada, com muitas fibras, garante o bom funcionamento do intestino, mas não impede que alguém saudável venha a ter uma crise de apendicite.

Publicidade