Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Por que alguns queijos fedem tanto?

Bactérias, leveduras e fungos são os responsáveis pelo cheiro

Por Taíssa Stivanin - Atualizado em 20 abr 2018, 14h52 - Publicado em 28 fev 2005, 22h00

Esses microrganismos, usados na fabricação de grande parte dos queijos, quebram as moléculas do leite em proteínas, açúcares e gorduras e transformam as proteínas em amônia, a substância responsável pelo cheirinho de chulé.

Para cada tipo de queijo são usadas quantidades diferentes de microrganismos, o que altera a intensidade do cheiro de um queijo para outro.

O tipo de leite pode influenciar o resultado. O leite de vaca proporciona um cheiro (e sabor) mais suave. Já os de cabra e ovelha, por exemplo, produzem um odor mais picante.

O ambiente e o clima também interferem no processo de fermentação e, portanto, no cheirinho final . “O roquefort, por exemplo, só é produzido nas cavernas de Roquefort, na França”, diz o bioquímico Eduardo Peres.

Publicidade