GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Pular refeições ajuda na dieta

Seu dia está corrido, aquele trabalho está atrasado e você nem está com tanta fome assim. Então, que tal pular o almoço? Você ganha tempo e ainda por cima perde peso! Atire a primeira pedra quem nunca aplicou essa tática. Bom, vamos esclarecer de uma vez por todas: pular refeições não emagrece. Muito pelo contrário, é bem provável que você ganhe alguns quilos a mais com essa brincadeira.

Seu corpo precisa de determinado número de calorias e nutrientes para funcionar bem. Aumentar o intervalo entre as refeições não muda isso. O que acontece é que o seu organismo, privado dos alimentos, começará a estocar gordura. Além disso, mandará mensagens para o seu cérebro, que as traduzirá como FOME, assim mesmo, em caps lock. Resultado: você vai encher o prato na refeição seguinte.

Se você é daqueles que acordam com pressa e decide escamotear o café da manhã, pior ainda. Um estudo apresentado durante a reunião anual da Endocrine Society, em 2008, nos EUA, confirmou o que nossas avós já sabiam: deixar de lado a refeição matutina é uma péssima ideia. Essa atitude condiciona o cérebro a desejar alimentos ainda mais calóricos ao longo do dia.

Além de não ajudar em nada na dieta, pular refeições pode ser um erro fatal para a sua saúde. Isso porque o jejum prolongado aumenta a produção de insulina no organismo, provocando hipoglicemia (falta de açúcar no sangue). O resultado se traduz em fraqueza, tontura e mal-estar. Melhor mesmo é fazer todas as refeições em intervalos razoáveis, apostando na variedade e na qualidade dos alimentos.