Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

3 notícias sobre: a internet na China

Autoridades avançam contra os apps, os games – e até o delivery.

Por Bruno Garattoni 16 set 2021, 13h58

Governo proíbe aplicativos de idiomas
O app americano Duolingo, que serve para aprender idiomas no celular, e três programas similares foram retirados das lojas de apps chinesas pelas autoridades do país. Nos últimos meses, o governo vem impondo restrições ao ensino a distância, proibindo que os estudantes chineses tenham contato com professores ou material didático estrangeiro.

Games vão exigir reconhecimento facial
O governo decidiu que os chineses menores de idade só poderão jogar três horas de games por semana, e apenas às sextas, sábados e domingos. Os jogos terão de usar a câmera frontal do celular para fiscalizar isso e reconhecer a pessoa – se ela for menor e estiver jogando em período proibido, o software fechará automaticamente.

Serviço de comida pode ser multado em US$ 1 bi
O governo está cogitando aplicar essa punição nos donos do aplicativo Meituan, que é o mais usado da China (e tem valor de mercado de US$ 170 bilhões). Ele é acusado de fazer concorrência desleal, com promoções do tipo “pague 1, leve 2”. A gigante Alibaba, dona do site Aliexpress, recentemente foi multada em US$ 2,8 bilhões por práticas similares.

Publicidade