Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

3 notícias sobre… drogas no escritório

Alguns proíbem o uso e endurecem punições, enquanto outros aplicam regras curiosas.

Por Bruno Garattoni 20 Maio 2021, 16h19

Casa Branca afasta e demite funcionários
Segundo o site Daily Beast, que cita fontes internas da Casa Branca, o governo Biden demitiu ou suspendeu dezenas de funcionários do gabinete presidencial depois que eles admitiram ter fumado maconha nos últimos anos. Em Washington DC, o uso da droga é permitido por lei – mas os funcionários da gestão Biden terão de seguir as mesmas restrições aplicadas a agentes do FBI.

Professor admite, e defende, uso de heroína
“Eu uso regularmente há cinco anos”, declarou Carl Hart, diretor do departamento de Psicologia da Universidade Columbia, uma das mais importantes dos EUA. Ele diz que cheirar heroína, uma das drogas mais viciantes que existem, o ajuda a manter “o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal”. Hart, que está lançando um livro defendendo o uso de drogas, não foi punido pela universidade.

Lei veta punições pelo consumo de maconha
O Estado de Nova Jersey, nos EUA, aprovou uma lei que proíbe as empresas de demitir (ou deixar de contratar) uma pessoa porque ela “fuma ou não fuma, vaporiza, aerossoliza ou de alguma forma utiliza produtos de cannabis”. Os empregadores podem exigir que os funcionários sejam testados, mas só se eles apresentarem “sinais visíveis de intoxicação” no local de trabalho.

Publicidade