Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Homem cai em piscina natural em parque ecológico e é dissolvido

O jovem tentou fugir da trilha para tomar banho nas piscinas aquecidas naturais. Horas depois, não tinha sobrado nada para contar a história.

Por Ana Carolina Leonardi Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
18 nov 2016, 13h16

Um jovem de 23 anos desapareceu no sentido mais literal possível depois de um passeio a Yellowstone. O famoso parque americano fica no topo de um dos maiores vulcões do continente e suas trilhas atravessam uma série de cânions e gêiseres que não sofreram quase nenhuma intervenção humana.

O plano de Colin Scott, recém-formado na faculdade em junho, era fugir da trilha oficial de Yellowstone com a irmã e voltar para casa com uma ótima história para contar para os amigos: ele queria tomar um banho de piscina em uma das fontes termais do parque, o que é proibido pelas regras do local. O termo em inglês para isso é “hot pot”, uma versão mais radical de tirar férias em Caldas Novas.

Colin estava sendo filmado pela irmã enquanto testava a temperatura de diferentes piscinas naturais. A essa altura, eles já tinham desviado da trilha até a Bacia do Gêiser Norris. Essa é a região mais quente do parque, onde as águas chegam à temperatura de 93°C.

O problema é que, ao se abaixar para experimentar a água, Colin escorregou e caiu dentro da piscina natural, de acordo com a CNN. A irmã tentou resgatá-lo mas, sem sucesso, chamou a equipe do parque. Quando os socorros chegaram, o rapaz já parecia ter se afogado. Aí o clima também não ajudou: uma tempestade com raios interrompeu o resgate do corpo.

No dia seguinte, porém, não tinha mais corpo nenhum para recuperar. O resgate conseguiu trazer de volta alguns objetos pessoais, mas Colin foi dissolvido pela piscina.

Continua após a publicidade

A fonte termal, como outros pontos aquáticos de Yellowstone, era extremamente ácida. Nas rochas do subterrâneo, microorganismos transformam sulfato de hidrogênio em ácido sulfúrico, que é trazido para as águas de Yellowstone pela pressão dos gêiseres.

O acidente aconteceu em junho deste ano, mas o relatório oficial do Parque, confirmando a causa do acidente, só foi divulgado nesta semana.

Não foi a última vez que os turistas de Yellowstone tentaram explorar a região além do limite: dias depois da morte de Colin, um turista chinês foi multado em US$ 1 mil por tentar coletar água termal em área proibida. No caso do estudante, porém, o parque decidiu não multar a irmã que o acompanhava – o sumiço do rapaz foi considerado punição suficiente. 🙁

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.