Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

4 pontos da Black Friday que deixam qualquer consumidor chateado

No dia em que são prometidos os maiores descontos do ano, é preciso ficar esperto. Para não cair em furadas nem ficar frustrado, o melhor é baixar as expectativas e pesquisar.

Por Da Redação Atualizado em 4 nov 2016, 19h03 - Publicado em 27 nov 2015, 20h30

1. Desconto mentiroso

Cuidado. É sempre bom ter a calculadora do lado e tirar a prova dos descontos anunciados. No site do Extra, os produtos deveriam ter tido uma baixa de 80% nos preços, na verdade, tiveram apenas 20%. A maioria, como esta impressora, possui preços que custam, bem, 80% do valor original. Fraude.

Leia: Pechincha: 5 truques que te ajudam a levar tudo mais barato

2. Quanto custava isso mesmo?

Não faltam na Black Friday produtos que levam a etiqueta da promoção, mas que nem ao menos dizem qual o tamanho do desconto. Quando isso acontecer, procure pelo mesmo produto em outros portais para checar quanto ele custava antes. Analise se as ofertas, de fato, valem a pena. 

Continua após a publicidade

3. Produto esgotado…

Quase todos os sites limitam o número de produtos que colocam na promoção. Ou colocam aquelas bugigangas que ficaram esquecidas no estoque à venda. Resultado: na seção em que são oferecidos os maiores descontos, normalmente, a maioria dos produtos já consta como esgotado. Nem mesmo este estojo do Batman deu pra levar. 

4. Não tão incrível assim

Você clica nas melhores promoções do dia, todo animado. Quando vê, os produtos com descontos mais gordos são nada menos que cuecas, cintos, meias, canetas e até potes de água para pets… Não que não valha à pena, mas bem que podia ter aquele super presente para dar para alguém especial no Natal, né?

 

Continua após a publicidade
Publicidade