Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

A casa mais cara do mundo

Indiano constrói um megaprédio de US$ 2 bilhões para viver com a família

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h45 - Publicado em 15 jan 2011, 22h00

Mauricio Horta

O indiano Mukesh Ambani é o homem mais rico da Ásia, e o 5o mais rico do mundo. Sua fortuna chega a US$ 43 bilhões – é como se 3 Bolívias coubessem no bolso dele. Agora Ambani decidiu investir numa residência que esteja à altura da sua fortuna. E que altura: ele vai se mudar para uma mansão de 27 andares, com área de 37 mil m2 (o equivalente a 370 apartamentos de 3 dormitórios) e custo de US$ 2 bilhões. É a casa mais cara do planeta. Perto dela, até a mansão de Bill Gates, que custou US$ 147 milhões, parece um barraco. A rua onde a casa está sendo erguida – as obras começaram em 2006 e devem acabar no começo deste ano – já se tornou a 10a mais valorizada do mundo: US$ 25 mil por metro quadrado. E ela não está em Londres ou Nova York, mas no centro de Mumbai: uma cidade apinhada de pobreza, onde 60% da população mora em favelas. A casa dos Ambani é a 5a maior do mundo, e só perde para residências de chefes de Estado: o palácio do sultão de Brunei (200 mil m2), o palácio real de Madri (135 mil m2), o palácio de Buckingham (77 mil m2) e o castelo de Windsor (45 mil m2).

Por tudo isso, a hipermansão causou polêmica na Índia. O terreno onde ela está sendo construída pertencia a um orfanato muçulmano. Ambani pagou US$ 4,2 milhões por ele, mas o governo indiano tentou melar o negócio, alegando que o orfanato não tinha licença para comprar ou vender imóveis. A disputa foi parar na Justiça, e deve se estender por anos. Mas o bilionário não quer nem saber e já prepara a mudança para a nova casa, onde vai morar com a mulher, a mãe e os 3 filhos. Ambani herdou sua fortuna do pai, que criou a Reliance Industries – que é a maior empresa privada da Índia e atua em quase todos os setores da economia. Ele e seu irmão Anil, dono do estúdio de cinema Dreamworks, são arqui-inimigos desde a partilha da herança. Se um dia os dois se reconciliassem, além de formarem a maior fortuna do planeta, a coisa poderia render um belo filme. Ambani poderia ceder sua casa para o irmão filmar “Esqueceram de Mim 5: Perdido em Mumbai”.

Palácio vertical
Como é a residência onde vão morar os 6 membros da família Ambani

No topo
Além de um terraço com vista para a cidade inteira, o prédio tem heliponto com capacidade para 3 helicópteros.

Andares de manutenção
Dois andares servirão como área de manutenção e serviços do prédio. Acima deles, há um andar onde será instalado o controle de tráfego aéreo – que vai gerenciar o vai-e-vem dos helicópteros de Ambani e seus convidados.-

Continua após a publicidade

Aposentos íntimos
Serão 4 andares para os 6 moradores: a matriarca do clã Ambani, Kokilaben (75 anos); Mukesh (51); sua mulher, Nita (45), que toma conta do braço de responsabilidade social da Reliance Industries; os filhos Anant (13) e Akash (16); e a filha, Isha (16), que já tem US$ 80 milhões em ações da empresa do pai.

Refúgios de emergência
Aqui ficam salas à prova de fogo e invasões, onde a família poderá se abrigar em caso de incêndio no prédio ou ataques (Mumbai é uma das cidades que mais sofrem com o terrorismo).

Casa de hóspedes
Dois andares servirão aos hóspedes. Assim como no resto do prédio, cada ambiente terá uma decoração única, sem repetição de materiais nem estilos.

Spa e ginástica
Inclui uma piscina ao ar livre, árvores e um solário. Na parte coberta, há uma academia de ginástica completa para cada membro da família, mais salas de dança e de ioga. Para aqueles dias em que Mumbai chega aos 38 oC, está prevista uma sauna de gelo – que reproduz a neve dos montes Himalaias.

Jardins Suspensos
Destes andares abertos, será possível observar o jardim que foi plantado sobre o telhado do home theater. Toda a fachada do prédio é coberta por jardins verticais hidropônicos. A justificativa não é só estética: a ideia é que as plantinhas ajudem no isolamento térmico do prédio.

Mega home theater
Mukesh adora Bollywood (a indústria indiana de cinema) e diz assistir a 3 filmes por semana – por isso, aqui há uma sala de cinema com capacidade para 50 pessoas.

Continua após a publicidade
Publicidade