GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A personalidade está nos olhos de quem… olha

Inteligências artificiais já conseguem saber como você é através do movimento dos seus olhos: sociável, curioso ou até neurótico.

Frases do tipo “os olhos são a janela da alma” parecem poesia barata. E, de fato, na maioria das vezes são. Mas um novo estudo australiano mostra que, nesse caso, pode existir um  fundo de verdade: seus olhos podem dar pistas sobre a sua personalidade, simplesmente pelo modo como eles se movem.

Calma. Isso não significa que aquele seu crush secreto pode saber tudo sobre você só pelo olhar. Quem consegue fazer isso são inteligências artificiais (IAs), usando algoritmos de machine learning de última geração. Eles são capazes de detectar padrões em situações que podem parecer aleatórias para qualquer ser humano. E ainda revelar associações entre esses padrões. É o caso dos movimentos oculares – certos padrões revelam ao computador se as pessoas são sociáveis, curiosas ou até mesmo neuróticas.

Para descobrir tudo isso, os pesquisadores filmaram os movimentos oculares de 42 participantes ao realizarem tarefas diárias na região de um campus universitário. O algoritmo analisou essas imagens, e fez uma previsão de como seria a personalidade dessas pessoas.

Para colocar o computador à prova, os cientistas pediram que os voluntários respondessem a um questionário baseado no famoso “Big Five”. É o Modelo dos Cinco Grandes Fatores, uma das formas de se atestar a personalidade mais cientificamente comprovadas do mundo. Esse modelo divide nossa personalidade em 5 características gerais: Neuroticismo (ou instabilidade emocional), Extroversão, Sociabilidade (ou afabilidade), Escrupulosidade (ou Conscienciosidade, que mede a autodisciplina) e a Abertura para novas experiências.

Tendo os resultados do teste, os pesquisadores sabiam como, de fato, as pessoas eram. E foram checar a previsão do algoritmo. Resultado? Não deu outra. As IAs acertaram tudo.

Os algoritmos utilizados na pesquisa são capazes de reconhecer com precisão, só através de umas mexidinhas do seu olho, 4 dos fatores que compõem o Big Five: o neuroticismo, a extroversão, a sociabilidade e a sua autodisciplina. Imprevisível mesmo é só o quanto você está disposto a testar coisas novas na vida.

“Esta pesquisa oferece uma oportunidade única para desenvolvedor robôs e computadores capazes de interpretar emoções e sinais sociais humanos de forma natural”, disse Tobias Loetscher, um dos autores do estudo.

Os olhos, afinal, são as janelas da alma, se você tiver a tecnologia correta. Pode ser bom se um robô-garçom adivinhar o que você quer mesmo você não tendo dito nada. Mas imagine ter que mentir para uma máquina em um mundo governado pela Skynet…