GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A Terra quase virou uma imensa bola de neve

O planeta foi coberto por uma capa de gelo que chegava a 5 quilômetros de espessura.

Há cerca de 730 milhões de anos a Terra quase virou uma imensa bola de neve. O planeta foi coberto por uma capa de gelo que chegava a 5 quilômetros de espessura. O fenômeno por pouco não acabou com todos os seres multicelulares, que haviam acabado de surgir no planeta. Eles só se salvaram graças a uma estreita faixa de mar no equador. Ali a evaporação e a grande quantidade de gás carbônico mantiveram a temperatura a 10 graus Celsius positivos, enquanto nos continentes o frio podia chegar a escorchantes 110 abaixo de zero. A grande glaciação foi simulada em computador por cientistas dos Estados Unidos e do Canadá. O estudo levou em consideração a quantidade de gás carbônico na atmosfera, a configuração dos continentes e as condições de vento e chuva. “Descobrimos que naquela época a Terra poderia congelar ou descongelar em 2 000 anos”, afirmou o oceanógrafo americano William Hyde, da Texas A&M University, um dos autores do estudo. “É uma velocidade muito grande do ponto de vista geológico.” Os cientistas ainda não sabem direito as razões desse congelamento tão acelerado. Mas acreditam que a simulação possa servir de alerta para as alterações climáticas atuais.

Sorvete global

A Terra passou 200 milhões de anos congelada.

1. Há 800 milhões de anos, a Terra começou a congelar. O supercontinente Rodínia, que ocupava todo o pólo sul do planeta, foi coberto por uma capa de gelo de 5 quilômetros de espessura.

2. Entre 730 e 630 milhões de anos atrás, o planeta virou uma bola de neve. A temperatura nos pólos chegou a 110 graus Celsius negativos. Os seres pluricelulares sobreviveram só numa estreita faixa de mar no equador, a única parte do planeta sem gelo.