Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Como Elon Musk decidiu mudar o nome do Twitter para X

Da noite para o dia, a rede mudou de nome. Veja como Musk matou os p√°ssaros e foi de Twitter para ūĚēŹ.

Por Leo Caparroz
Atualizado em 24 jul 2023, 17h21 - Publicado em 24 jul 2023, 17h17

A história começou com um tweet (ou melhor, com um X) do próprio Musk, na madrugada do dia 23 de julho: “logo daremos adeus à marca twitter e, eventualmente, todos os pássaros”. Agora, ao digitar x.com, domínio em posse de Musk desde 2017, o usuário é redirecionado para o twitter.com – que ainda funciona.

A onda de postagens de Musk não parou por aí. Em seguida, ele sugeriu que, se um logotipo bom que usasse a nova marca, X, fosse postado naquela noite, ele o colocaria na plataforma no dia seguinte.

Bom, aconteceu. Em seu perfil na rede, o chefão do Twitter fixou um GIF postado por Sawyer Merritt, um usuário que ofereceu o logotipo. Este é, ao menos por enquanto, o novo símbolo da rede social. Definido por Musk como “art déco minimalista”, o símbolo, que agora é sua foto de perfil, deverá ser refinado posteriormente.

Segundo Merritt, o logo foi inicialmente criado para seu podcast, o 𝕏 Pod – que ainda usa uma versão mais grossa do símbolo da rede. De acordo com uma postagem do designer do logo, o programa era focado em discutir a vida e obra de Elon Musk, e o nome do podcast é uma referência direta ao costume do bilionário de nomear seus produtos com a letra “x”.

“Usar a letra padrão ‘X’ seria chato e sem graça”, escreve em seu tweet. “Precisávamos de um tipo de letra ousado que pudesse ser usado como texto e como um logotipo grande e distinto. Eu escolhi o caractere Unicode 𝕏 (U+1D54F) para usar no nome de exibição do programa.”

Continua após a publicidade

O padrão Unicode consiste de mais de 138 mil caracteres e códigos de representação visual. Ele inclui o alfabeto latino entre outros, além de sinais matemáticos e símbolos.

O podcast terminou no início de 2022, com o falecimento de uma das envolvidas. Mas o “legado” continua, ao menos segundo os envolvidos: “O 𝕏 foi inspirado por Elon e, portanto, Elon se inspirar em 𝕏 deve ter sido o destino.”

Musk continuou tweetando coisas como “Deus X”, respondendo usuários e entrando em sessões do Twitter Spaces (uma espécie de chat de voz da rede), retweetando referências a produtos antigos e fazendo piadas.


Entre suas interações, está uma um tanto estranha. O influencer de tecnologia Marques Brownlee afirmou que, assim como muitos usuários assíduos, continuará a chamar a rede de Twitter, já que “velhos hábitos morrem com dificuldade”. Musk retrucou, dizendo que ele não continuaria a chamar assim por muito tempo.

Essa é uma das muitas dúvidas com a mudança de Musk: a marca Twitter é extremamente popular e reconhecida, com vocabulários como “tweetar” já enraizados na cultura online. Com algo assim nas mãos, quem gostaria de jogar tudo fora?

Não é segredo que o bilionário parece gostar muito da vigésima quarta letra do alfabeto – vide SpaceX, X.com, o nome “original” do Paypal, o Tesla Model X, sua empresa de inteligência artificial xAI e seu filho  X Æ A-12 . Na página de download do aplicativo, ele já é listado como pertencente à X corp, ao invés de Twitter, Inc, e o logo mudou tanto na página inicial do site.

Essa é apenas uma de uma série de mudanças que viraram a casa de pássaros de cabeça para baixo desde que Elon assumiu o comando. A repaginada no visual marca a era Musk na rede, para o bem ou para o mal.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usu√°rio n√£o possui direito de acesso neste conte√ļdo. Para mudar de conta, fa√ßa seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma √ļnica assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edi√ß√Ķes digitais e acervo de todos os t√≠tulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edi√ß√Ķes digitais e acervo de todos os t√≠tulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edi√ß√Ķes digitais de todos os t√≠tulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edi√ß√Ķes dos √ļltimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Voc√™ RH e Veja Sa√ļde, incluindo edi√ß√Ķes especiais e hist√≥ricas no app.
*Pagamento √ļnico anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARAB√ČNS! Voc√™ j√° pode ler essa mat√©ria gr√°tis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um an√ļncio e leia gr√°tis
CLIQUE AQUI.