Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como se comunicar de maneira segura

Sigilo em áudio, texto e vídeo: saiba como manter sua comunicação privada na internet

Por Fernanda La Cruz 24 abr 2018, 12h32

Para manter sua comunicação sigilosa com criptografia você só precisa seguir três passos.

Primeiro, familiarize-se com as configurações do mensageiro. Nem sempre a criptografia vem ligada de fábrica. Às vezes, o usuário é quem precisa ativá-la antes do primeiro uso.

O segundo passo é manter o mensageiro atualizado: versões antigas podem ser mais inseguras e conter falhas.

Por fim, mantenha-se informado sobre novidades e possíveis vulnerabilidades no protocolo de segurança utilizado pelo mensageiro. Confira outras dicas para tornar sua comunicação mais segura abaixo.

ivanastar/Naveed Anjum/iStock

Para criar a senha perfeita, intercale letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos.

Continua após a publicidade

Use um gerenciador, como o Last Pass. Eles armazenam suas senhas e permitem o uso de sequências complexas sem precisar decorar.

Troque todas suas senhas a cada três meses — o mesmo vale para as redefinições. Não use respostas óbvias para perguntas que qualquer um saberia, como o nome do seu cachorro ou filho.

Feche antigos e-mails e desative contas que você não utiliza mais. Elas podem ser hackeadas ou cair em leaks (vazamentos) anônimos.

  • Utilize a autenticação em duas etapas sempre que o aplicativo permitir.

    Utilize navegadores como o Opera, que não rastreiam sua atividade, e conexões VPN, por meio de softwares como o Steganos, o VyperVPN e o VPNArea.

    Evite acessar seus e-mails ou usar a versão desktop dos mensageiros em computadores públicos. Eles podem estar sendo monitorados remotamente.

    Continua após a publicidade
    Publicidade