GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Depois do pouso controlado, SpaceX terá o foguete mais potente do mundo

Depois do pouso histórico de segunda-feira, a SpaceX deve aparecer com uma nova surpresa: o segundo foguete mais potente da história – que só perde para o Saturno V, que levava as naves Apollo para a Lua há quase meio século.

Com lançamento esperado para abril ou maio de 2016, o Falcon Heavy também será reutilizável, assim como o seu irmão Falcon 9. Ou seja, vai economizar uma bela grana para a empresa.

Ele vai poder colocar em órbita mais de 53 toneladas  – o equivalente a um Boeing 737 carregado com passageiros, tripulações, bagagem e combustível. Desde o começo, o foguete foi projetado desde o início para levar seres humanos ao espaço. Isso restaura a possibilidade de missões tripuladas para a Lua, e até mesmo para Marte.

O primeiro estágio do foguete, que é responsável pela propulsão principal em direção ao espaço, é composto de três núcleos Falcon 9, com 9 motores cada um, totalizando 27 motores Merlin. O que isso significa em termos de propulsão? São mais de 4,5 milhões de libras de empuxo na decolagem. Em português, isso é o equivalente a uns18 Boeings 747.

Já o segundo estágio possui apenas um motor Merlin 1D que, modificado para operar no vácuo do espaço, pode ser ligado e desligado dependendo da necessidade da missão, permitindo que o foguete entregue cargas diversas em órbitas diferentes – por exemplo, satélites militares e comerciais em coordenadas diferentes.

Por meio da queima de uma mistura de querosene específica para foguetes e oxigênio líquido, ele consegue gerar aproximadamente 147 mil libras de propulsão, oferecendo uma vantagem importantíssima. Os combustíveis sólidos, após a combustão, queimam até acabar. Já o combustível líquido, que é o usado no foguete, pode ser ativado e desativado de acordo com a necessidade do controlador.

Além disso, graças a alguns ajustes (secretos) que a SpaceX não conta e nem dá dica pra ninguém, os engenheiros de Musk conseguiram diminuir significativamente o peso do motor e, ao mesmo tempo, aumentar sua eficiência, tornando-o o motor para foguetes mais eficiente que já existiu.

Dá uma olhada na animação que a SpaceX divulgou. Ela mostra como será a decolagem do Falcon Heavy em 2016:

 

 

Leia mais:
(ainda) Estamos sozinhos lá fora
Nasa divulga a melhor foto já tirada de Plutão