Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Empresa privada quer ir à Lua

Instituto Americano de Estudos Espaciais, uma organização particular de pesquisa, pretende construir e lançar uma sonda-robô à Lua para realizar pesquisas.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h50 - Publicado em 31 Maio 1990, 22h00

O mais novo visitante da Lua poderá ser um cilindro de 1.5 metro de diâmetro, 227 quilos e uma série de antenas. Pelo menos essa é a intenção do Instituto Americano de Estudos Espaciais, uma organização particular de pesquisas, de Princeton, Nova Jersey. Até 1992, a entidade pretende construir e lançar o Lunar Prospector, uma cilíndrica sonda robô dotada de cinco instrumentos de rastreamento, para mapear eventuais depósitos de recursos minerais, localizando ainda as geleiras que poderiam abastecer de água uma futura base americana. Pelo menos, milhões de dólares serão necessários para levar adiante o projeto, que conta com o apoio da NASA. Esse custo, já pequeno em relação ao padrão habitual das missões espaciais, pode ficar ainda menor se o robô for lançado junto com algum satélite de comunicação.

Publicidade