GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Guerra digital

Saiba quem é quem na luta mais acirrada da economia mundial: a guerra da indústria de tecnologia

Ernesto Dias

O computador, essa incrível (e maldita!) máquina, mudou a vida de muita gente. Há dez anos, era luxo. Hoje, não dá para viver sem ele. Constante camaleão, está sempre evoluindo – ícones de ontem (lembra do 486?) viram sucata amanhã. Isso graças a um dos setores mais pulsantes da economia mundial: o da tecnologia. Tão complicada quanto o próprio computador, essa indústria vive sofrendo upgrades e mudando de cara.

A Super resolveu tirar uma fotografia desse mundo, para mapear as principais forças que movimentam o setor. Vale lembrar que fotos congelam a realidade. Enquanto você lê esta matéria, certamente há coisa mudando. Mas, basicamente, a guerra possui três fronts. Na analogia militar, a guerra do hardware é na terra, a do software na água e a da internet no ar. Nesta página e na do lado, você tem uma geral da guerra inteira. Nas páginas seguintes, radiografamos cada uma das frentes de batalha. Lá você conhecerá os principais exércitos e generais que mandam neles.

YAHOO!

FATURAMENTO: US$ 1,6 bilhão

EMPREGADOS: 5 500

GENERAL: Jerry Yang

TRUNFO: Ser simples e ir direto ao ponto. Foi um dos primeiros fenômenos da internet ao reunir busca, conteúdo, compras e aplicações num único site

EBAV

FATURAMENTO: US$ 2,1 bilhões

EMPREGADOS: 982

GENERAL: Meg Whitman

TRUNFO: Virar plataforma de comércio eletrônico. O site de leilões, que virou uma imensa rede de comércio, tem hoje mais de 95 milhões de usuários cadastrados

PALM

FATURAMENTO: US$ 871 milhões

EMPREGADOS: 982

GENERAL: Eric Benhamou

TRUNFO: Ter chegado primeiro ao mercado de computadores de mão. Criou uma unidade independente que desenvolve software. Disputa mercado principalmente com a HP

INTEL INSIDE

FATURAMENTO: US$ 30,1 bilhões

EMPREGADOS: 78 mil

GENERAL: Craig Barrett

TRUNFO: Fazer parcerias e criar tecnologia. Seus processadores estão na maioria dos PCs da Dell e da HP, também as maiores. Só perde em uma frente: memórias flash (a primeira é a Samsung)

HP – HEWLETT PACKARD

FATURAMENTO: US$ 73 bilhões

EMPREGADOS: 142 mil

GENERAL: Carly Fiorina

TRUNFO: Variar – fabrica PCs, servidores, impressoras, câmeras… No ano passado, foi protagonista da maior fusão da história do setor: comprou a fabricante de PCs Compaq por US$ 19 bilhões

DELL

FATURAMENTO: US$ 35,4 bilhões

EMPREGADOS: 46 mil

GENERAL: Michael Dell

TRUNFO: Tecer parcerias com fabricantes de componentes. Em 2001, a Dell se tornou a maior fabricante de PCs do mundo, posição que disputa com a HP. Também fabrica palmtops e servidores

NOKIA

FATURAMENTO: US$ 37 bilhões

EMPREGADOS: 51 mil

GENERAL: Jorma Ollila

TRUNFO: Investir em tecnologia móvel. A empresa detém 30% do mercado de celulares, mas também faz games portáteis e soluções para redes

GOOGLE

FATURAMENTO: US$ 961,9 milhões

EMPREGADOS: 1,6 mil

GENERAL: Larry Page e Sergey Brin

TRUNFO: Descobrir equações matemáticas que encontrem resposta para tudo. Depois de ter virado verbete de dicionário nos EUA, criou um webmail de 1 GB e colocou ações na bolsa eletrônica Nasdaq

CISCO SYSTENS

FATURAMENTO: US$ 18,8 bilhões

EMPREGADOS: 34 mil

GENERAL: John Chambers

TRUNFO: Ser imprescindível. A Cisco fabrica 68% dos roteadores – direcionadores de tráfego – da internet. Sem ela e sua concorrente Juniper, que vem crescendo, a web simplesmente pára

MSN

FATURAMENTO: US$ 2,2 bilhões

EMPREGADOS: não revelado

GENERAL: David W. Cole

TRUNFO: Ser o braço de internet da gigante Microsoft. O portal recebe 350 milhões de visitantes por mês, 187 milhões de usuários do Hotmail e 135 milhões do MSN Messenger

AMÉRICA ONLINE

FATURAMENTO: US$ 6,4 bilhões

EMPREGADOS: 18 mil

GENERAL: Jon Miller

TRUNFO: Abarcar a internet (acesso, navegador – sim, a AOL comprou o Netscape! – e messengers). Depois de passar por um escândalo financeiro, tem lutado para manter a liderança e os 32 milhões de assinantes

BRILLIANT DIGITAL

FATURAMENTO: US$ 5,7 milhões

EMPREGADOS: 23

GENERAL: Kevin Bermeister

TRUNFO: Ser dona da maior rede de troca de arquivos do mundo, a Altnet: 214 milhões de internautas já baixaram músicas, filmes e programas pelo Kazaa, um dos mais conhecidos softwares do tipo

IBM

FATURAMENTO: US$ 89,1 bilhões

EMPREGADOS: 320 mil

GENERAL: Samuel Palmisano

TRUNFO: Comprar empresas (recentemente, a consultoria PwC). Maior empresa de tecnologia do mundo, fabrica PCs e notebooks, fornece software (nesse mercado, só perde para a Microsoft) e serviços

MICROFT

FATURAMENTO: US$ 32,1 bilhões

EMPREGADOS: 54 mil

GENERAL: Bill Gates

TRUNFO: O mundo não é o bastante. A gigante do software recentemente expandiu seus negócios para games, televisão interativa e internet

REDHAT LINUX

FATURAMENTO: US$ 90,9 milhões

EMPREGADOS: 142 mil

GENERAL: Matt Szullik

TRUNFO: Ser o principal ícone do Linux depois do pingüim. A empresa produz a mais conhecida versão do sistema operacional de código-fonte aberto, dona de 49,8% do mercado

APACHE DIGITAL

FATURAMENTO: empresa sem fins lucrativos

EMPREGADOS: 109 voluntários

GENERAL: Greg Stein

TRUNFO: Usar software livre para gerenciar servidores da web.O Apache domina esse mercado, com 67% de participação. Em seguida vem o IIS, da Microsoft, com 21%

APPLE

FATURAMENTO: US$ 6,2 bilhões

EMPREGADOS: mil

GENERAL: Steve Jobs

TRUNFO: Pensar diferente (e ser chique). Recentemente entrou pra valer na briga da música digital com o toca-MP3 iPod e seu site de venda de músicas, o iTunes

SUN MICROSYSTEMS

FATURAMENTO: US$ 11,1 bilhões

EMPREGADOS: 36,1 mil

GENERAL: Scott McNeally

TRUNFO: Fabricar os próprios chips em servidores que usam o sistema Unix, um dos “pais” do Linux. Também produz software (como o StarOffice, concorrente do Office da Microsoft) e equipamentos de rede

ORACLE

FATURAMENTO: US$ 9,4 bilhões

EMPREGADOS: 41,6 mil

GENERAL: Larry Ellison

TRUNFO: Pensar na arquitetura de grandes volumes de informação. Está na frente em banco de dados, com 40% do mercado, mas vem perdendo espaço para IBM e Microsoft

SAP

FATURAMENTO: US$ 8,8 bilhões

EMPREGADOS: 30 mil

GENERAL: Henning Kagermann

TRUNFO: Ter mais de 21 mil usuários em 120 países. A empresa desenvolve software corporativo, usado para integrar departamentos de distribuição, contabilidade, recursos humanos…

ADOPE

FATURAMENTO: US$ 1,2 bilhão

EMPREGADOS: 3.507

GENERAL: Bruce Chizen

TRUNFO: Criar ferramentas profissionais de edição gráfica como Photoshop (que edita fotografias), InDesign (que desenha publicações) ou o Acrobat (que cria arquivos no formato PDF)

Software

Os tentáculos da Microsoft se espalham pelo campo de batalha do software. A empresa domina o mercado em muitas frentes, mas enfrenta há algum tempo um exército de seguidores fiéis e cheios de ideologia – o do software livre. Quem dá cara a esse mundo é o Linux, sistema operacional que pode ser obtido de graça pela internet. Mas o também chamado software de código aberto é bem mais do que isso – há programas de escritório, bancos de dados, softs gráficos e de entretenimento. Recentemente, a gigante IBM (sim, ela é maior que a Microsoft) comprou a briga e começou a investir pesado no Linux. Para defender seu filão de mercado, a empresa de Bill Gates argumenta que o software livre é tão caro quanto o seu porque ele pode ser obtido de graça, mas é complicado de mexer e exige investimentos em especialização e consultoria.

FTWARE CORPORATIVO

OS EXÉRCITOS: Microsoft, Oracle, PeopleSoft, SAP

A BATALHA: A alemã SAP domina praticamente metade do setor de softs de gerenciamento empresarial. Em seguida vêm Oracle (13%), PeopleSoft (12%) e Microsoft (11%)

CURIOSIDADE: Desde fevereiro de 2004, a Oracle tenta comprar a PeopleSoft – a última oferta foi de US$ 7,7 bilhões. Mas autoridades temem a violação de leis antitruste dos EUA

GRÁFICOS & PUBLICAÇÕES

OS EXÉRCITOS: Adobe, Corel, Macromedia, Microsoft e Quark

A BATALHA: Quando o assunto é software gráfico, o Photoshop, da Adobe, reina absoluto (e leva muitos usuários para a plataforma Mac). Na área de publicações, QuarkXpress, Adobe PageMaker e Corel dividem o mercado

CURIOSIDADE: A Microsoft também tem um pé nessa arena, com seu Publisher, embutido em algumas versões do Office

NAVEGADORES

OS EXÉRCITOS: AOL, Microsoft, Mozilla, Opera

A BATALHA: Aqui, a Microsoft também domina – 81,4% dos PCs acessam a web com o IE (Internet Explorer). Em seguida, aparecem o livre Mozilla (11,4%), o gratuito Opera (2,3%), e o Netscape (2%)

CURIOSIDADE: O Mozilla tem crescido na proporção em que o IE diminui. Muitos dos desenvolvedores do Mozilla trabalhavam para a Netscape

SERVIDORES WEB

OS EXÉRCITOS: Apache, Microsoft, Sun

A BATALHA: O software livre Apache está em 67,85% dos servidores que hospedam sites. A Microsoft está em segundo em gerenciamento de sites, com 21,14% do mercado.

CURIOSIDADE: Grandes empresas, por outro lado, parecem preferir o software da Microsoft, chamado IIS. Em junho, ele estava em 53,8% dos servidores, contra 20,3% do Apache

BANCOS DE DADOS

OS EXÉRCITOS: IBM, Microsoft, Oracle

A BATALHA: A Oracle tem 40% do mercado de softs de gerenciamento de bancos de dados. Em seguida vem a IBM, com 31%. A fatia da Microsoft tem 12,1%. Mas, em 2003, segundo o Gartner, a IBM vendeu mais

CURIOSIDADE: Travada longe dos olhos do grande público, a batalha envolve administração de grandes volumes de dados, como sistemas de controle de estoques ou de vendas de passagens aéreas

SISTEMAS OPERACIONAIS

OS EXÉRCITOS: Apple, Linux (RedHat, Cobalt, Debian, SuSe, Mandrake), Microsoft, Novell

A BATALHA: Tudo dominado – pelo Windows, que está em 96% dos PCs. Em segundo, está o MacOS, sistema dos Macs, com 2,8% do mercado. O Linux está em apenas 1% dos micros

CURIOSIDADE: Além dos PCs, a batalha se estende ao mundo dos palmtops. O Palm OS, que está em 41,7% dos micros de mão, vem perdendo terreno para o Windows Mobile, que já tem 36,3%

ESCRITÓRIO

OS EXÉRCITOS: Corel, Microsoft, OpenOffice, Sun

A BATALHA: O Office da Microsoft ocupava 94% do campo de batalha dos softs de escritório em 2000. Mas o custo elevado tem feito empresas olharem com carinho para outras opções, como o StarOffice, da Sun

CURIOSIDADE: Outra alternativa é o OpenOffice, bandeira do software livre para software de escritório. Gratuito, tem versões em 42 línguas para Windows, MacOS X e Linux. E abre arquivos do Office da Microsoft

JOGOS

OS EXÉRCITOS: Activision, Atari, Capcom, Electronic Arts, Microsoft, Nintendo, Rockstar, Sega, Sony, Ubisoft, Vivendi…

A BATALHA: A brincadeira fez girar US$ 23,2 bilhões pelo mundo em 2003. Criatividade e número de títulos são trunfos das editoras e desenvolvedoras de jogos

CURIOSIDADE: Games são os programas de computador mais vendidos – representam um terço do faturamento e mais da metade do volume de vendas, segundo o NPD Group

ANTIVÍRUS

OS EXÉRCITOS: McAfee, Sophos, Symantec, Trend Micro

A BATALHA: O setor movimentará US$ 4,4 bilhões anuais até 2007. No varejo, o Norton Antivirus, da Symantec, é mais popular, com 36,6% do mercado. O ViruScan, da McAfee, é o segundo, com 24%. A Trend tem força no mercado de antivírus baseados em servidores

CURIOSIDADE: Calcula-se que o prejuízo mundial causado por vírus seja de US$ 40 bilhões por ano. Windows (54%) e Linux (30%) são os maiores alvos

LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO

OS EXÉRCITOS: Microsoft, Sun, Borland…

A BATALHA: A briga que mais tem rendido é entre o Java, da Sun, e o C#, da Microsoft, na arena de linguagens para construir aplicações para a web

CURIOSIDADE: As linguagens mais conhecidas (C, C++, Delphi, Visual Basic…) nasceram em laboratórios de grandes empresas

Generais software

Bill Gates, 49, presidente da Microsoft

Patrimônio estimado: US$ 46,6 bilhões

Homem mais rico do mundo, entrou em Harvard em 1973, mas saiu logo depois para fundar a Microsoft

Larry Ellison, 59, diretor-executivo da Oracle

Patrimônio estimado: US$ 18,7 bilhões

O comandante da segunda maior empresa de software do mundo já brigou com Bill Gates pelo título de mais rico

Linus Torvalds, 35, membro da OSDL (Open Source Development Lab)

Patrimônio estimado: não revelado.

Embora seja um dos criadores do Linux, o finlandês não é um radical do software livre

Internet

No mundo pontocom, a batalha tem se concentrado ao redor de portais, buscadores e lojas virtuais. O Google, que virou fenômeno, cresceu quietinho durante os tempos de crise na internet e, em agosto passado, mostrou que a internet recuperou o fôlego ao abrir seu capital na bolsa. A empresa já havia desbancado gigantes como Yahoo! e AltaVista, que dominavam a cena há alguns anos. Mas há um exécito de tocaia, com munição suficiente para ameaçar o poderio do Google: o da MSN, braço da Microsoft na internet, que também concorre com a AOL em aplicações web (mensagens instantâneas, webmail) e como provedor de acesso. No campo das lojas virtuais, Amazon e eBay dominam a cena. No Brasil, a briga dos portais fica entre iG, UOL, Terra e Globo – que, além de conteúdo, provêem acesso à internet –, e a das lojas virtuais, com Americanas e Submarino.

STREAMING

OS EXÉRCITOS: Apple, Microsoft, RealNetworks

A BATALHA: O Media Player da Microsoft alcança 32% dos internautas, o RealOne Player 20,5% deles e o QuickTime, da Apple, 10,5%

CURIOSIDADE: A Microsoft enfrenta a Justiça européia exatamente por incluir o Media Player no Windows, o que, para as autoridades, prejudica a concorrência

PORTAIS

OS EXÉRCITOS: AOL, Excite, MSN (Microsoft), Terra, Yahoo!

A BATALHA: Yahoo!, AOL e MSN dividem o Olimpo da web americana, com cerca de 110 milhões de usuários únicos, o que representa cerca de 70% do total de internautas do país, segundo a comScore

CURIOSIDADE: No Brasil, iG e UOL dividem a liderança, com aproximadamente 4,8 milhões de usuários domésticos. Em seguida vêm Terra (3,94 milhões), Yahoo! (3,52 milhões) e Globo (3,63 milhões)

BUSCADORES

OS EXÉRCITOS: AOL, Ask Jeeves, Google, MSN (Microsoft), Yahoo!

A BATALHA: São cerca de 4 bilhões de buscas por mês na internet, isso só nos EUA. Segundo a Nielsen, 41,6% delas passam pelo líder Google. Em seguida vem o Yahoo!, com 31,5%

CURIOSIDADE: O AltaVista, que há alguns anos disputava com o Yahoo! as maiores fatias do bolo, hoje conta com apenas 2,7% do tráfego de buscas

MENSAGENS INSTANTÂNEAS

OS EXÉRCITOS: AOL, MSN (Microsoft), Yahoo!

A BATALHA: Nos EUA, o AIM lidera, usado por 21% dos internautas que acessam a web de casa. Seguem o MSN (15%), o Yahoo! (12%) e o ICQ (4%), que, como o AIM, é da AOL. No Brasil, o MSN é usado por 29,7% e o ICQ por 17,6%

CURIOSIDADE: Pequenos softwares que conversam com diferentes redes de bate-papo têm feito sucesso, como é o caso do Trillian (www.ceruleanstudios.com)

ROTEADORES

OS EXÉRCITOS: Cisco, Juniper Networks

A BATALHA: Há praticamente duas frentes na batalha dos equipamentos que direcionam o tráfego da internet. A Cisco domina 68% do mercado. A Juniper cresceu e hoje ocupa 30%

CURIOSIDADE: Há algum tempo, simplesmente não haveria internet sem a Cisco. Mas a Juniper conseguiu se adiantar à gigante do setor e lançar roteadores de 10 gigabits, o que fez crescer sua fatia de mercado

COMÉRCIO ELETRÔNICO

OS EXÉRCITOS: Amazon, eBay, Shopping.com, Wal-Mart, Yahoo!

A BATALHA: Em audiência, o eBay – grande feirão virtual – ganha da Amazon, tida como maior loja virtual do mundo. O eBay tem 15,9 milhões de usuários, contra 6,8 milhões da Amazon

CURIOSIDADE: O e-commerce movimentou U$ 56 bilhões nos EUA em 2003, 1,7% do comércio no país. No Brasil, as 50 maiores lojas virtuais venderam R$ 5,2 bilhões em 2003, 2,75% do comércio

DOWNLOAD DE MÚSICAS

OS EXÉRCITOS: Apple, Microsoft, RealNetworks, Roxio

A BATALHA: O iTunes é um dos negócios mais rentáveis da Apple. Com 100 milhões de músicas vendidas, detém 70% do mercado legal de download de músicas. A Microsoft acaba de entrar no jogo com o MSN Music

CURIOSIDADE: O Napster, antigo líder, fechou, foi comprado pela dona da BMG e hoje é da desenvolvedora de software Roxio. A RealNetworks, que faz o soft RealOne Player, também está na briga, com o Rhapsody

WEBMAILS

OS EXÉRCITOS: Gmail (Google), Hotmail (Microsoft), Yahoo!

A BATALHA: Yahoo! Mail e Hotmail dominam o setor e dividem mais de 200 milhões de usuários. Aí entrou em cena o Google, com seu ameaçador Gmail de 1 GB. O Hotmail reagiu lançando uma versão paga com 2 GB de espaço

CURIOSIDADE: No Brasil, os webmails têm cerca de 7,6 milhões de usuários, o que representa 65,4% dos internautas ativos do país, segundo o Ibope. Hotmail e Yahoo! também dominam entre os gratuitos

PEER-TO-PEER

OS EXÉRCITOS: eDonkey, Gnutella, Kazaa

A BATALHA: Cerca de 81,5 milhões de pessoas pelo mundo baixaram músicas, vídeos e programas a partir de redes de troca de dados em 2003. A batalha na verdade é contra as associações de gravadoras e estúdios de cinema

CURIOSIDADE: Os vídeos já passaram a música em volume de dados baixados por esse tipo de soft nos EUA. Segundo o Digital Information Centre, vídeos já representam 41% do conteúdo trocado em inglês, contra 23% de músicas

Generais Internet

Jerry Yang, 35, diretor do Yahoo!

Patrimônio estimado: US$ 1,9 bilhão

Estudante de engenharia em Stanford, fundou o Yahoo! em 1994 para rastrear seus interesses pessoais na web

Jeff Bezos, 40, diretor-executivo da Amazon

Patrimônio estimado: US$ 5,1 bilhões

Antes de fundar a Amazon, em 1994, desenvolvia sistemas para o setor financeiro

Pierre Omidyar, 36, presidente do eBay

Patrimônio estimado: US$ 8,5 bilhões

Construiu um mercado virtual para comprar, vender ou trocar itens que virou maior site de comércio da web

Hardware

Uma das batalhas que mais aparecem aos olhos do público é a dos microprocessadores – nesse mercado, a Intel domina faz tempo, mas tem enfrentado a concorrente AMD, que venceu a corrida para levar os chips de 64 bits (mais potentes que os atuais, de 32 bits) para os microcomputadores domésticos. Outra briga que mais parece coisa de torcida fanática de futebol é entre os apaixonados adeptos do Macintosh e os pragmáticos usuários do PC. Tem crescido também o espaço de acessórios que levam o mundo digital para fora do computador, como o das câmeras digitais, dos toca-MP3, dos palmtops e dos celulares, o que abriu uma nova frente de batalha e trouxe para a guerra gigantes dos eletrônicos como Philips, Samsung e Sony. A própria Apple entrou nessa briga – e se deu bem com seu toca-MP3 iPod.

COMPUTADORES

OS EXÉRCITOS: Acer, Apple, Dell, Fujitsu/Siemens, Gateway, HP, IBM

A BATALHA: Dos 185,9 mil computadores vendidos em 2004 no mundo, 16,5% são da Dell e 14,3% da HP, que já ocupou o topo do ranking depois que comprou a Compaq, no início de 2002

CURIOSIDADE: No Brasil, estima-se que 75% do mercado seja dominado por computadores montados. Metron, Itautec e HP são as marcas que dividem o pódio

PALMTOPS

OS EXÉRCITOS: Dell, HP, palmOne, Research in Motion, Sony

A BATALHA: A palmOne, que chegou primeiro, desenvolve aparelhos e software e domina 33,2% do mercado. A HP aparece em segundo (19,3%), com sistema Windows e chips Intel – a clássica dobradinha Wintel

CURIOSIDADE: Os smartphones têm ameaçado o setor e a liderança da palmOne. Mas não só eles: uma nova empresa, a Research in Motion, cresceu 289% no último trimestre e já ocupa o terceiro lugar em vendas

GAMES

OS EXÉRCITOS: Microsoft, Nintendo, Sony

A BATALHA: Com previsão de vendas de 25 milhões de consoles em 2004, o PlayStation 2, da Sony, ocupa metade do tabuleiro. O Xbox, da Microsoft, e o GameCube, da Nintendo, dividem o restante

CURIOSIDADE: Os jogos online têm atraído muitos fãs – a Sony já tem 2,4 milhão de usuários, a Microsoft, quase 1 milhão. Mas, nos games portáteis, quem reina é a Nintendo, com 95% do mercado

PROCESSADORES

OS EXÉRCITOS: AMD, Intel, Transmeta

A BATALHA: Os processadores Pentium e Celeron estão em 82,7% dos PCs. Mas a AMD vem crescendo com seus chips Athlon XP e Duron, e neste semestre abocanhou 1,5% do mercado. Ambas dividem entre si 98,2% do setor

CURIOSIDADE: O finlandês Linus Torvalds, um dos inventores do Linux, trabalhou na Transmeta, primeira a criar chips inteligentes para notebooks, que economizam energia

MULTIMÍDIA & PERIFÉRICOS

OS EXÉRCITOS: Apple, Canon, Creative, Fuji, HP, Iomega, LG, Philips, Ricoh, Samsung, Sony…

A BATALHA: Em campo, monitores de cristal líquido, câmeras digitais, players portáteis de MP3 ou DVD, aparelhos que conectam o PC ao aparelho de som. Esse é o vale-tudo do mundo da tecnologia

CURIOSIDADE: Aqui informática se aproxima dos eletrodomésticos. A tendência é que tudo seja conectado ao (ou mesmo prescinda do) computador, futuro cérebro da casa digital

CELULARES

OS EXÉRCITOS: LG, Motorola, Nokia, Samsung, Siemens, Sony Ericsson

A BATALHA: Dos mais de 300 milhões de aparelhos vendidos em 2004, cerca de 30% foram da Nokia. A Motorola tem praticamente metade dessa penetração (15,8%), e a Samsung vem atrás (12,1%)

CURIOSIDADE: O mercado de smartphones, que fundem celular e palmtop, praticamente dobrou em 2003. E até aqui a Microsoft tem um pé, uma versão do Windows para celulares

SERVIDORES

OS EXERCITOS: Dell, Fujitsu, HP, IBM, Sun

A BATALHA: A IBM é a primeira, com uma fatia de 30,7% do bolo de US$ 11,5 bilhões. Mas a HP não fica muito atrás, com 27,3%. A Sun ocupa o terceiro ugar, com 9,8% do mercado

CURIOSIDADE: Boa parte do crescimento do Linux no mundo vem dessa área _61,6% no último trimestre. Mas o Windows ainda fatura mais nos servidores: dele vêm 34,4% da renda, contra 9,5% do pingüim

PLACAS GRÁFICAS

OS EXÉRCITOS: : ATI, Intel, Nvidia, Via

A BATALHA: Nos chips gráficos integrados, a Intel lidera, com 37,7% do mercado. Nvidia e ATI ficam com 23,2% cada uma, enquanto a Via tem uma fatia de 8,9%

CURIOSIDADE: A Nvidia está em mais da metade dos computadores que possuem placas de vídeo 3D. Na captura de vídeo, as placas mais populares são da Pinnacle Systems

IMPRESRAS

OS EXÉRCITOS: Canon, Epson, HP, Lexmark, Xerox

A BATALHA: A HP abocanha 44,1% da pizza. Em seguida vêm a Epson, com 20,1% do mercado, a Lexmark, com 15,6%, e a Canon, com 14,9%

CURIOSIDADE: Multifuncionais são as estrelas do momento. Embora não sejam (ainda) as mais populares, tiveram alta de 32,4% nas vendas desde 2003, ao contrário das jato de tinta, que caíram 9,1% desde então

Generais hardware

Carly Fiorina, 50, diretora-executiva da HP

Patrimônio estimado: US$ 2,2 bilhões

A mulher mais poderosa do mundo da tecnologia teve um papel-chave na compra da Compaq em 2002

Michael Dell, 39, diretor-executivo da Dell

Patrimônio estimado: US$ 13 bilhões

Começou a vender computadores em seu quarto na Universidade do Texas e, em 15 anos, construiu um império

Steve Jobs, 49, diretor-executivo da Apple

Patrimônio estimado: US$ 2,1 bilhões

O excêntrico fundador da Apple começou a se tornar um dos pais do computador pessoal na garagem de casa