GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Matrix? Máquina usa seres vivos como bateria

Cientistas italianos criam um sistema que usa células de sapo como fonte de energia.

Todas as células do seu corpo são pequenas baterias. Elas estão o tempo todo transferindo cargas elétricas, na forma de íons como o de sódio e o de potássio, que nós conhecemos como sais minerais. Você não existiria sem a energia produzida por esse movimento todo. Seus músculos usam esses pulsos para contrair. Seus neurônios, para mandar mensagens ao cérebro.

Mas e se fosse possível usar parte dessa energia para, digamos, carregar seu celular? Pois pesquisadores da Universidade de Perugia, na Itália, já começaram a estudar um cenário parecido.

Eles montaram um sistema capaz de roubar pulsos elétricos de células de sapo para carregar dispositivos eletrônicos. Os pulsos são armazenados em uma pequena bateria que, por sua vez, alimenta um minicomunicador. Ele funciona mais ou menos como uma antena de celular, enviando ondas de rádio a cada
13 minutos. Um walkie talkie abastecido por seres vivos, tal e qual as máquinas de Matrix.

Felizmente, o sistema não prejudicou as células dos sapinhos – o que dá aos cientistas segurança para fazer testes com animais maiores. Em breve, eles querem criar baterias com células dos músculos de ratos.

São estudos animadores, mas não jogue fora o carregador do seu smartphone. A bateria anfíbia produz apenas 16 nanoamperes por hora – 170 milhões de vezes menos energia que a bateria de um iPhone X.