Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Na cama com o Google

Nest Hub usa ondas de radar para monitorar os movimentos do seu corpo enquanto você dorme – e medir a qualidade do seu sono.

Por Bruno Garattoni 17 jun 2021, 09h24
Foto do Google Nest Hub, com destaque pro chip Soli e a seguinte legenda:
Google/Reprodução

O Nest Hub (US$ 99 nos EUA) parece um despertador futurista, e sua principal função é mesmo essa: depois de acordar você com uma música suave, ele fala a previsão do tempo e lê os seus compromissos para o dia. Também tem o Google Assistente, que reconhece comandos de voz (dá para fazer perguntas, acender ou apagar lâmpadas inteligentes, pedir músicas ou acionar o modo “soneca” para dormir mais alguns minutos). Ou seja, o gadget funciona exatamente como as caixas de som Nest Mini e Nest Audio, também do Google. Mas com duas diferenças.

O Nest Hub tem uma tela de 7 polegadas, sensível ao toque. Ela serve de porta-retrato digital e para fazer videoconferência. Além disso, o aparelho tem o chip Soli, que foi desenvolvido pelo Google e funciona como um radar: emite ondas eletromagnéticas que batem no seu corpo e voltam para o chip. Ele usa essa informação para medir, com alta precisão, os movimentos do seu corpo e a sua respiração enquanto você dorme.

O aparelho também monitora o áudio do quarto. Depois, usa tudo isso para gerar um relatório: diz quanto tempo você demorou para pegar no sono, quantas vezes se mexeu, se acordou, tossiu ou roncou (e por quanto tempo) durante a noite. Segundo o Google, essas informações ficam no aparelho; não são enviadas para a empresa.

Publicidade