GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O mouse já era

Novas tecnologias vão mudar a maneira como manipulamos computadores

É bom que você goste de computadores. Daqui a alguns anos, nós iremos interagir com essas máquinas fazendo carícias em sua tela, olhando fixamente ou conversando com elas. Nada de mouse, esse periférico que é uma afronta à ergonomia e à organização de nossas mesas.

• Você chega em casa e manda seu computador ligar. Senta na poltrona e, à frente de uma tela de 50 polegadas, dita alguma busca. O computador responde apresentando algumas opções em múltiplas janelas. Você escolhe, com um olhar, uma delas. Ela aumenta e as demais diminuem. Precisa escrever um e-mail? Com um toque na tela, chega ao ícone do gerenciador de mensagens. Você dita o conteúdo e manda o computador enviar a mensagem quando ela estiver pronta.

• Essa pequena ficção já é possível com a tecnologia de hoje. Telas sensíveis a toque, comando de voz e reconhecimento dos movimentos do corpo são algumas das possibilidades de interação com as máquinas. Quando estiverem todas juntas, elas vão aposentar a dobradinha teclado e mouse que, pensando bem, já deu o que tinha de dar.

• “Com o avanço da tecnologia, nosso corpo se aproxima da informação”, afirma André Lemos, coordenador do núcleo de cibercultura da UFBA. Ele menciona os estudos do pesquisador americano Mark Weiser sobre “computação calma” ou “computação ubíqua”, conceito ligado à idéia de que os computadores passam a estar embutidos em todos os locais e não mais em diferentes objetos.

• Hoje, vemos exemplos dessas tecnologias em produtos separados ou específicos. Mas o professor João Antonio Zuffo, coordenador do Laboratório de Sistemas Integrados da USP, acredita que, nos próximos 5 anos, essas novidades estarão em nossas casas.

• Quer apostar? Então aí vai uma dica. A Apple registrou, em setembro, a patente de um sistema chamado “Multi-Touch Data Fusion”. Segundo o documento, ele não só reúne funções de tela sensível a toque, comando de voz e reconhecimento de face como mescla as tecnologias para diferentes operações. E, pelo que temos visto, quando a Apple lança uma moda, há uma enorme chance de ela pegar.

Reconhecimento de gestos

Wizkid é um robô que interage com as pessoas a partir de movimentos e gestos. O protótipo é do pesquisador em robótica Frédéric Kaplan e foi mostrado este ano na exposição Design and the Elastic Mind, no Museu de Arte Moderna, em Nova York.

O futuro hoje

O Reactable é um instrumento de música eletrônica com uma grande tela multitoque no qual diversos músicos podem agir simultaneamente, criando diferentes texturas sonoras e ritmos. Desenvolvido por 4 pesquisadores da Universidade Pompeo Fabra, de Barcelona (Espanha), o Reactable ficou famoso quando foi incorporado à turnê Volta, da cantora Björk, em 2007.