GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O museu digital que te permite visualizar os primeiros sites da internet

O Web Design Museum criou um acervo com mais de 900 páginas da época em que a rede mundial de computadores estava só engatinhando

Internet discada. Pop-ups. Frames. WordArt. Se você não entendeu uma palavra até agora – ou se entendeu e sentiu aquela pontada de nostalgia no coração –, talvez seja uma boa visitar o Web Design Museum. O museu digital reúne mais de 900 páginas da internet que ficaram no ar entre 1995 a 2005, nos primórdios da rede.

Dos gigantes Google e Facebook a portais de notícias e sites institucionais, tem de tudo um pouco. O objetivo, segundo os organizadores do projeto, é criar um acervo das tendências do web design da época, para que os desenvolvedores atuais possam se inspirar.

Veja também

Para isso, o o Web Design Museum conta com diferentes formas de visualização do seu conteúdo. Além dos destaques na página inicial, é possível conferir as páginas por ano, categoria (blogs, negócios, fotografia, e-commerce, etc.) estilo (preto e branco, minimalista, pixelado, etc.) ou ainda em linhas do tempo de cada empresa. Dá pra ver, por exemplo, toda a evolução da Netflix desde 2002, quando ela ainda era apenas uma locadora inovadora.

Veja alguns exemplos:

 

Google: 1998 x 2018

Google: 1998 x 2018 (Web Design Museum/Reprodução)

 

Netflix: 2003 x 2018

Netflix: 2003 x 2018 (Web Design Museum/Reprodução)

 

Facebook: 2002 x 2018

Facebook: 2002 x 2018 (Web Design Museum/Reprodução)

 

Amazon: 1999 x 2018

Amazon: 1999 x 2018 (Web Design Museum/Reprodução)

 

Apple: 1997 x 2018

Apple: 1997 x 2018 (Web Design Museum/Reprodução)

Pensando a longo prazo

Dentre as “peças” do museu, os itens mais antigos são duas páginas de 1995: a da rede de notícias CNN e a do Governo de Quebec, Canadá. Esse último, em especial, possuía um contador de visitantes, item indispensável daqueles tempos (e que você provavelmente tinha no seu blog ou Tumblr).

O esforço em fazer uma curadoria da internet do passado é louvável. De 1991, ano em que a rede foi criada pelo cientista da computação Tim Berners-Lee, a 1996, o projeto estima que cerca de 250 mil websites foram criados. No entanto, há pouca informação dessa época disponível para pesquisa.

As coisas só começaram a mudar quando, em 1996, foi criada a Internet Archive, uma organização voltada à preservação de arquivos multimídia. Com a ferramenta Wayback Machine, é possível visitar cerca de 338 bilhões de páginas da web. Se pensarmos que a internet nasceu há apenas 27 anos, esse número só mostra o quão interessante será ver como as próximas gerações vão preservar essa montanha de conteúdo.