Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O teste de coronavírus em casa

Kit que está sendo lançado nos EUA permite fazer o exame sozinho, sem ter de ir até a farmácia, em 20 minutos e com 97,6% de precisão.

Por Bruno Garattoni 15 abr 2021, 11h05
Esquema mostrando o dispositivo.
Cue Health/Divulgação

O teste se chama Cue (cuehealth.com) e detecta a presença do Sars-CoV-2 no tecido nasal, ou seja, serve para determinar se a pessoa está infectada naquele momento. Primeiro você coleta uma amostra de tecido nasal usando um palitinho. Basta passá-lo na parte de dentro das narinas por alguns segundos (não é preciso enfiar o palito lá no fundo, como nos testes RT-PCR). Em seguida, insere o palitinho no cartucho, que parece uma caixa de fósforos.

Dentro dele, a amostra é aquecida e misturada com biotina (vitamina B7) e uma enzima chamada horseradish peroxidase (HRP). Esse processo, que leva aproximadamente 20 minutos, se chama “amplificação isotérmica de ácidos nucleicos”. Ele consiste numa série de reações químicas que multiplicam os fragmentos de RNA do coronavírus, caso estejam presentes na amostra – até alcançar níveis detectáveis pelo leitor (a maior das peças, que fornece energia para o cartucho e se comunica com o seu celular, onde o resultado do teste aparece).

O teste foi aprovado pela FDA (a Anvisa americana) e apresenta 97,6% de precisão. Ele é a versão doméstica de um exame rápido para uso em locais públicos (aeroportos e empresas, por exemplo) que já vinha sendo comercializado pela empresa Cue Health desde o ano passado. O preço do kit, que será lançado nos EUA este mês, ainda não foi divulgado.

Publicidade