GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Qual é o melhor avião de papel do mundo?

Os candidatos se dividiram em grupos e usaram princípios da física e da aerodinâmica para criar ¿ ou escolher ¿ aviões de papel capazes de impressionar um corpo de professores-jurados.

Henrique Camargo, de Leeds

Foi para tentar responder a essa pergunta que uma companhia aérea britânica organizou uma competição em novembro do ano passado, junto com a renomada Universidade de Leeds, no norte da Inglaterra. Os candidatos se dividiram em grupos e usaram princípios da física e da aerodinâmica para criar – ou escolher – aviões de papel capazes de impressionar um corpo de professores-jurados.

Dois modelos saíram vencedores: o Avenger, desenvolvido por alunos do Departamento de Engenharia especialmente para o concurso (que levou o prêmio de melhor design), e o Spruce Moose, um modelo já famoso entre estudantes do mundo inteiro, que foi escolhido como representante de uma equipe do Departamento de Aviação. O Spruce teve o melhor desempenho no dia do lançamento (só não voou por mais de 6,55 segundos porque bateu numa placa de “proibido fumar”) e levou o prêmio principal.

Está certo que uma competição tão restrita (todas os participantes eram alunos da Universidade) não pode alçar os modelos a melhores do mundo, mas, depois de ir a Leeds, a Super comprovou que os vencedores seriam mesmo páreo duro no caso de um concurso mundial. Conheça os dois e entenda por que eles funcionam tão bem.

O melhor design

O Avenger, além de lindo,faz um vôo bem estável eaterrissa sem contratempos

1. Dobre uma folha de papel A4 ao meio, para fazer uma marca. Depois, dobre as duas pontas de forma simétrica em direção ao centro.

2. Afine a extremidade do papel, dobrando novamente as pontas em direção ao centro. Tenha o cuidado de fazer dobras bem simétricas. Isso ajuda o vôo do avião a ser mais suave.

3. Dobre o avião para dentro, deixando a parte lisa do lado de fora.

4. Usando uma régua, marque 2 cm de altura na parte mais próxima do bico e 3 cm na parte mais distante. Faça uma linha unindo os dois pontos. Essa será a fuselagem (ou corpo) do seu avião.

5. Dobre o papel sobre essa linha, fazendo uma asa. Repita a operação do outro lado, para a outra asa.

6. O bico

A – Parece complicado, mas é só seguir os passos para fazer este bico, o ponto mais importante do modelo. Os criadores dizem que bicos pontudos, embora bonitos, pecam pela falta de estabilidade.

B – Para começar, amoleça o pedaço que será o bico, dobrando-o para a direita e para a esquerda.

C – Entorte o bico para lhe dar um formato de canoa. Esse passo serve para dar à ponta mais maleabilidade, que vai ser importante no próximo passo.

D – Amasse o bico para que ele encoste no corpo do avião e adquira a forma de uma pipa para quem o está olhando de frente.

E – Enterre o biquinho superior dentro do corpo do avião e pressione os lados em direção à fuselagem. Repare na foto final, ali em cima, para acertar o lugar da pontinha e das laterais do bico.

F – Por ser pesado e sem ponta, o Avenger faz vôos mais retos, além de poder ser utilizado várias vezes (aviões de papel costumam ter vida útil curta, já que, quando o bico entorta, eles param de funcionar bem).

7. A cauda

A – Faça uma dobra na cauda do avião. Ela deve ultrapassar a marca das asas. Essa dobra vai criar uma outra marca no papel, formando um triângulo.

B – Passe esse triângulo para o lado de dentro do avião, como se estivesse virando uma peça de roupa pelo avesso.

C – Segure o avião por baixo, espremendo o triângulo que você acabou de virar pelo avesso. Amasse a pontinha que sobrar para baixo.

D – Faça dobras na parte de trás das asas. Essas abas ajudam o desempenho do avião. Use uma tesoura e faça 6 cortes pequenos (um em cada aba e os outros na cauda, como na figura).

O melhor vôo

Simples de montar, o SpruceMoose não é um modelo original.Mas é muito eficiente

1. Dobre uma folha de papel A4 ao meio, para fazer uma marca. Depois, dobre as duas pontas de forma simétrica em direção ao centro.

2. Usando uma régua, marque uma altura de 2,5 centímetros desde a base do papel. Leve a ponta até ela e dobre.

3. Faça uma nova ponta, semelhante à do passo 1, mas no sentido oposto. Esse será o bico. Ele deve ser bem fino, para minimizar a resistência do ar e, assim, diminuir a perda de velocidade.

4. Dobre para cima a pontinha que sobrou. Esse será o centro de gravidade do avião. Ele deve ficar sempre um pouco mais próximo do bico que da cauda, para impedir o estol (ou seja, a perda de altitude repentina).

5. Dobre o avião ao meio, deixando o triângulo formado pela pontinha do lado externo.

6. Dobre as asas na extensão da fuselagem. Durante o vôo, elas vão expandir, ficando com o formato parecido ao da letra M.

Para o melhor desempenho, o Spruce Moose deve ser lançado diagonalmente para cima.