GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Robô atende as ligações de telemarketing por você

A máquina finge que está interessada na conversa

O sr. (ou senhora, claro) não vai estar mais precisando ficar ouvindo os atendentes de telemarketing que ligam para você. Isso porque – depois de chegar à Lua, construir um acelerador de partículas do tamanho de uma cidade e inventar as maratonas de Netflix – o homem finalmente conseguiu criar uma tecnologia que economiza os seus “não estou interessado na promoção, mas obrigado”.  Ela deixa as ligações de telemarketing por conta de um robô.

A ideia é simples. Trata-se de um software com inteligência artificial que consegue perceber quando o outro lado da linha fica em silêncio, e interpreta isso como uma deixa para resposta. Nesses momentos, o computador solta respostas automáticas, que interagem com o atendente: algo como um “uhum”, ou um “claro!”. Em alguns momentos o robô usa respostas um pouco mais complexas como “desculpe, eu acabei de acordar, estou meio tonto, você pode repetir o motivo da ligação?”, para não ficar tão óbvio que se trata de uma máquina.

LEIA: Sul-coreano constrói robô que brinda e bebe doses

O robô funciona numa linha telefônica. Para fazê-lo funcionar, o usuário deve ativar a função de adicionar uma ligação à chamada, discar para o número da máquina (+1 214-666-4321) e fingir que está passando o telefone para quem o atendente está procurando. Voilà, não precisa mais se preocupar. Quer dizer, voilà na teoria, pois a máquina conversa em inglês, então o robô em questão não tem muita utilidade aqui no Brasil.

A invenção, chamada de The Jolly Roger Telephone Co. (algo como Companhia de Telefone do Roger Feliz, em português) foi inventada por Roger Anderson, um americano que há 20 anos trabalha com a criação de sistemas de telefone para empresas de telecomunicação. Roger teve a ideia depois que seu filho, de 12 anos, foi xingado por um atendente. Então decidiu colocar as máquinas para conversarem. “Talvez a empresa de telemarketing tire você da lista deles quando perceberem, que na verdade, ficam batendo papo com um robô toda vez que ligam para você”, afirmou em entrevista ao Mashable.

Anderson até chegou a gravar algumas das ligações. Na maioria dos casos, os atendentes percebem que se trata de uma máquina e desligam o telefone. Você pode ver um exemplo abaixo, em inglês.

 

Vamos estar transferindo para um robô. 

LEIA TAMBÉM:
Austrália cria robô marinho assassino – com uma missão nobre
EUA desenvolvem robô assassino​
Robô ajuda crianças suecas no aprendizado da escrita​