GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Só falta falar

Sílvia Campolim

Até parece uma caneta tinteiro comum, mas a Anoto é muito mais do que isso – dentro dela há um micro-scanner, um processador de imagens e um transmissor de rádio que está o tempo todo em contato com o seu computador. Aí, fica assim: com papel e caneta à mão, você não precisa mais sair da frente da televisão para agendar compromissos para o dia seguinte no laptop, passar um fax ou um e-mail. Basta escrever o que quer e a caneta executa por você. Trata-se da tecnologia bluetooth, cujo objetivo é eliminar os cabos e fios em qualquer tipo de comunicação de dados, imagens ou voz.

Em desenvolvimento desde 1994, ela envolve cinco gigantes – Nokia, Ericsson, Toshiba, IBM e Intel –, que esperam revolucionar o horizonte dos usuários de Internet em um futuro bem próximo. Atualmente, eliminam-se os fios via raios infravermelhos, como nos controles remotos de TV. Em vez disso, a Anoto e outros equipamentos em teste empregam sinais de rádio, que têm maior alcance (de 10 a 100 m) e atravessam paredes, coisa que o sistema infravermelho não consegue fazer.

Para saber mais

http://www.bluetooth.com

Mensagens no ar

A caneta Anoto, em etapa final de testes, conversa com o seu micro por rádio

1. O scanner lê as letras em papel especial, fornecido pelo fabricante, guiando-se pelo pontilhado invisível estampado nele

2. A imagem da letra vai para o processador, para ser formatada e convertida em sinais digitais de rádio

3. O minitransmissor envia as informações para o micro, que pode estar situado a uma distância de 10 a 100 m, dependendo da potência da caneta

4. As palavras podem virar um arquivo de anotações…

5. … ou uma mensagem de e-mail ou fax. É só escrever o telefone: a Anoto faz o contato e ordena a transmissão