Clique e assine a partir de 8,90/mês

SpaceX traz de volta astronautas que decolaram para a ISS em maio

Missão marca a primeira vez em que uma empresa privada de exploração espacial alcança a órbita da Terra.

Por Guilherme Eler - Atualizado em 27 ago 2020, 14h33 - Publicado em 3 ago 2020, 18h07

Após passarem 63 dias no espaço, os astronautas Robert Behnken e Doug Hurley, da Nasa, retornaram à Terra – para entrar na história. A missão que eles protagonizaram, afinal, foi a primeira feita por uma empresa privada a alcançar a órbita terrestre.

A dupla de astronautas americanos decolou no dia 30 de maio à bordo da cápsula Crew Dragon, da SpaceX, e teve como destino a Estação Espacial Internacional (ISS). Por lá, eles fizeram trabalhos de manutenção – e saíram por quatro vezes em caminhadas espaciais, fora da ISS, para reparar equipamentos da estação.

O pouso de retorno aconteceu no último domingo (2), próximo à costa de Pensacola, no estado americano da Flórida. Foi a primeira vez que astronautas da Nasa pousaram no oceano desde 1975, com a missão Apollo-Soyuz. Você pode assistir ao momento que a cápsula toca no mar no vídeo abaixo.

“O dia de hoje marca uma vitória e tanto, mas é apenas o começo”, disse Jim Bridenstine, administrador da Nasa, na coletiva de imprensa que sucedeu a chegada dos astronautas. “Estamos entrando em uma nova era das missões espaciais, em que a Nasa não é mais quem financia, administra e opera todos os aspectos. Nós nos tornaremos clientes – um entre tantos de um mercado robusto de voos espaciais privados pela órbita da Terra”.

A missão mais recente serve de “esquenta” para uma série de viagens espaciais da SpaceX firmadas em parceria com a Nasa em 2014. Em um contrato que rendeu US$ 2,6 bilhões (quase R$ 14 bilhões), a empresa de Elon Musk se comprometeu a participar de seis missões, cedendo a cápsula Crew Dragon e o foguete de lançamento reutilizável Falcon 9.

O segundo voo tripulado da SpaceX já tem data para acontecer: setembro de 2020. A missão vai levar à Estação Espacial Internacional mais quatro astronautas. Mas a órbita da Terra, onde fica a ISS, não deve ser o único destino. A ideia é que, no futuro, a SpaceX possa oferecer serviços de turismo espacial – garantindo que afortunados façam caminhadas espaciais ou conheçam outros pontos fora do planeta.

“Nós iremos à Lua, teremos uma base lá. Enviaremos pessoas à Marte e ocuparemos outros planetas. Este dia inaugura uma nova era da exploração espacial”, disse com a empolgação habitual Elon Musk, dono da SpaceX, durante um discurso. É cedo para cravar se os planos da SpaceX são ambiciosos demais – e se, num futuro próximo, a humanidade vai mesmo poder aproveitar um almoço no espaço. Mas que o início de toda essa história toda é animador, isso não dá para negar.

Continua após a publicidade
Publicidade