Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Tech: os 4 gadgets mais interessantes de março

Um gadget que desinfecta o celular, uma porta automática para cachorros, o primeiro exoesqueleto de aluguel - e um miniplanetário que projeta 4 milhões de estrelas nas paredes da sua casa

Por Bruno Garattoni Atualizado em 16 mar 2021, 09h13 - Publicado em 16 mar 2021, 09h10
Dálmata sentado em frente à portinha myQ Pet Portal, do lado de fora da casa. Numa pequena imagem dentro da foto, vemos o cão atravessando a portinha aberta.
myQ/Divulgação

Porta au-tomática

A myQ Pet Portal reconhece o seu cachorro e se abre para que ele possa entrar ou sair de casa quando quiser. O segredo está numa coleira Bluetooth, que o animal deve usar e se comunica com a porta. Ela também pode ser controlada via smartphone e tem uma câmera, para que você veja o que está acontecendo (ainda possui um alto-falante, que permite falar com o cachorro). É adequada para cães de 4 kg a 40 kg. Está sendo lançada nos EUA, por US$ 3 mil.

Homem utilizando o exoesqueleto
Sarcos/Divulgação

Exoesqueleto de aluguel

O Guardian XO, da marca americana Sarcos Robotics, é o primeiro exoesqueleto disponível para uso comercial: pode ser alugado por US$ 8 mil mensais. Ele foi criado para uso em fábricas e na construção civil, e permite carregar até 90 kg sem fazer nenhum esforço. Também é fácil de vestir: colocá-lo leva menos de 30 segundos. O porém está na bateria, que dura só duas horas (mas é possível ter mais de uma, e ir trocando durante o dia).

Você coloca o seu telefone no Cleantray Charge, aperta um botão e ele emite raios ultravioleta-C que desinfetam o aparelho.
Key Smart/Divulgação

Celular sem corona

Você coloca o seu telefone no Cleantray Charge, aperta um botão e ele emite raios ultravioleta-C que desinfetam o aparelho, eliminando 99,99% de bactérias e vírus (inclusive o Sars-CoV-2) em cinco minutos. É um jeito prático e confiável de desinfectar o celular, que normalmente é difícil de limpar (passar álcool gel danifica a tela). O gadget comporta celulares de todos os tamanhos e funciona como carregador sem fio, em smartphones compatíveis com essa tecnologia. Também serve para desinfectar outros objetos, como chaves, carteiras e até máscaras.

Planetário doméstico DS-1 Home Planetarium.
Miller Engineering/Divulgação

Parece uma cafeteira

Mas, na verdade, é um planetário doméstico. O DS-1 Home Planetarium (US$ 580), da empresa americana Miller Engineering, projeta uma imagem hiperdetalhada, com 4,1 milhões de estrelas da Via Láctea, no teto e nas paredes da sua casa. A projeção pode ficar estática ou girar lentamente, como num planetário de verdade. O aparelho também aceita outros discos de projeção: são 37 opções, vendidas à parte (US$ 40 cada), com imagens da galáxia de Andrômeda, da Lua, de Marte, Júpiter e da Terra vista da Estação Espacial Internacional, entre outras.

Continua após a publicidade
Publicidade