Clique e assine a partir de 5,90/mês

Telha que gera energia solar é aprovada no Brasil

O produto começará a ser vendido em meados de 2021. Em um mês ensolarado, as telhas seriam capazes de fornecer toda a energia de uma casa.

Por Bruno Carbinatto - 18 set 2020, 09h27

A primeira telha de concreto capaz de gerar energia solar no Brasil acabou de ser aprovada para comercialização pelo Inmetro. O produto será fabricado pela empresa Eternit, que prevê o início das vendas para o segundo trimestre de 2021. As telhas possuem pequenas placas fotovoltaicas em sua parte superior, substituindo assim a necessidade de instalação de painéis solares.

Cada placa mede 36,5 cm por 47,5 cm e é capaz de produzir 1,15 kWh por mês. Isso significa que uma casa pequena precisaria de 150 telhas, que gerariam 172,5 kWh por mês, enquanto casas grandes exigiriam 600 telhas, totalizando 690 kWh por mês. Uma casa pequena no Brasil consome, em média, 152,2 kWh por mês – embora haja uma enorme variação em termos de tamanho, renda e região.

Segundo a empresa, a economia gerada com a tecnologia pode chegar a 20% em relação aos painéis solares montados em cima de telhados comuns, e, assim, o investimento da compra e instalação das telhas se pagaria e começaria a dar retorno após 3 ou 5 anos de uso.

A tecnologia é 100% nacional e os produtos já estão sendo produzidos na fábrica Tégula Solar, que pertence ao grupo Eternit e fica no interior de São Paulo. Alguns clientes selecionados pela própria empresa já estão recebendo as telhas como forma de um projeto piloto. 

Por enquanto, a produção de energia solar no Brasil se dá através de painéis solares instalados sobre os telhados e representa pouco mais de 2% da matriz elétrica do país. A maior parte dessas tecnologias são importadas, vinda principalmente da China, que domina o mercado internacional. Recentemente, o governo brasileiro isentou vários produtos de geração de energia solar de impostos de importação, o que causou uma certa polêmica, já que a medida desestimula a produção nacional na área.

Continua após a publicidade
Publicidade