GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Torpedo faz feio no Frio

A idéia até que era boa: aproveitar um torpedo aposentado em um missa científica. Foi o que tentaram os pesquisadores do Instituto de Estudos Antárticos da Tasmânia. A arma foi comprada da Marinha australiana por irrisórios 115 dólares. E recheada com computador e um sonar. A intenção era medir a espessura do gelo nos mates antárticos, o que normalmente requer várias viagens de navios quebra-gelo a diversos pontos da calota.
Eles só não esperavam que o torpedo enlouquecesse ao entrar em contato com águas gelada: o sistema de correção de curso falhou e as ondas acabaram por levá-lo para o lado errado. Como se isso não bastasse, o frio de 20º graus C negativos fez parar de funcionar o rastreador do navio oceanográfico Aurora Australis e os cientistas perderam o rumo do torpedo. Apesar do prejuízo de 25.000 dólares (esse foi o preço do equipamento acoplado ao torpedo) o diretor do Instituto, Garth Paltridge, comentou: “Um dos objetivos era testar se funcionaria em um ambiente tão hostil. Nesse ponto, o exercício foi perfeito”.