GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Uma das luas de Júpiter tem recheio de metal

Io é o primeiro satélite natural do sistema solar com coração de ferro.

A nave americana Galileu se dirigia para o grande encontro com Júpiter, em dezembro passado. De repente, deu uma guinada em direção ao satélite Io. Na época, o centro de contole do Laboratório de Propulsão a Jato, da Nasa, em Pasadena, não soube dizer o que causou o desvio de rota. Hoje, depois de analisar detalhadamente os sinais de rádio enviados pela nave, sabe-se que ela foi puxada pela força gravitacional de Io. É que a lua jupiteriana não tem o núcleo de rocha derretida, como seria de se esperar. Debaixo da crosta e de uma espessa camada de pedra, existe um coração de ferro incandescente. “O superaquecimento pode ser causado pela esmagadora gravidade de Júpiter, que puxa e repuxa o satélite, distorcendo-o”, explicou à SUPER Torrence Johnson, do laboratório da Nasa. Só se conheciam seis corpos com miolo assim pesado: Mercúrio, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e a Terra. Todos são planetas. Io entra para a lista como o primeiro satálite.

A história de um coração

A descoberta da nave Galileu muda a cara e o tamanho do núcleo do satélite de Júpiter

Os manuais…

Os atlas de astronomia mostravam Io com um núcleo de rocha derretida, de 600 quilômetros de raio.

…estavam errados

A sonda americana detectou um núcleo composto provavelmente de ferro fundido, de mais de 900 quilômetros de raio.